Mercado fechado
  • BOVESPA

    113.282,67
    -781,69 (-0,69%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.105,71
    -358,56 (-0,70%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,95
    +0,65 (+0,89%)
     
  • OURO

    1.750,60
    +0,80 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    42.703,31
    -254,55 (-0,59%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.067,20
    -35,86 (-3,25%)
     
  • S&P500

    4.455,48
    +6,50 (+0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.798,00
    +33,18 (+0,10%)
     
  • FTSE

    7.051,48
    -26,87 (-0,38%)
     
  • HANG SENG

    24.192,16
    -318,82 (-1,30%)
     
  • NIKKEI

    30.248,81
    +609,41 (+2,06%)
     
  • NASDAQ

    15.319,00
    +15,50 (+0,10%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2556
    +0,0306 (+0,49%)
     

Suas conversas do WhatsApp agora estarão mais protegidas; saiba por quê

·2 minuto de leitura

O WhatsApp anunciou que a criptografia de ponta a ponta para backups de mensagens será finalmente disponibilizada para todos, nesta sexta-feira (10). O mensageiro do Facebook permitirá que usuários tranquem as próprias conversas com uma chave de encriptação de 64 caracteres que nem ele, nem Google ou Apple, terão acesso.

A adoção da proteção por criptografia em backups é opcional, e quem ativar a ferramenta deverá guardar a chave de encriptação ou criar uma senha específica para acessá-la. Se a senha for perdida, será possível reestabelecer as conversas mediante a apresentação da chave, mas se a combinação de caracteres for esquecida, nenhum chat será restaurado em uma nova instalação do WhatsApp.

Quando uma senha é criada, o Facebook armazena a chave de encriptação em um Módulo de Segurança em Hardware (HSM, na sigla em inglês). Depois disso, o componente só entra em ação quando o acesso é devidamente autenticado, levando o utilizador às conversas armazenadas na nuvem — iCloud, em dispositivos Apple, ou Google Drive, no Android.

Quando há uma senha, o HSM toma conta da chave de encriptação e só a aciona quando o acesso é devidamente autenticado (Imagem: Reprodução/WhatsApp)
Quando há uma senha, o HSM toma conta da chave de encriptação e só a aciona quando o acesso é devidamente autenticado (Imagem: Reprodução/WhatsApp)

Se o usuário insere a senha errada repetidas vezes, a chave de 64 caracteres se torna inacessível — e, por consequência, as conversas também ficam trancadas. O Facebook não tem acesso às chaves de encriptação, mas saberá que ela existe no HSM. O componente estará presente fisicamente nos servidores da companhia, e não com a Apple ou o Google.

Bom para uns, questionada por outros

A criptografia de ponta a ponta, embora seja uma adição valiosa para a privacidade dos usuários, é alvo de críticas de alguns governantes. O governo da Índia, por exemplo, ameaça obrigar que a proteção seja suspensa em aplicativos de mensagens — para as autoridades locais, a retirada de mecanismos de proteção permitiria encontrar a origem fake news.

Segundo o WhatsApp, a criptografia de ponta a ponta será liberada para os usuários de Android e iOS ao longo das próximas semanas, então não se espante se a novidade ainda não apareceu para você. Pela iminência da liberação, vale ficar de olho na Play Store e na App Store para baixar atualizações pendentes do app.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos