Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.363,10
    -56,43 (-0,05%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.714,60
    -491,99 (-0,94%)
     
  • PETROLEO CRU

    81,38
    -1,28 (-1,55%)
     
  • OURO

    1.797,30
    -1,50 (-0,08%)
     
  • BTC-USD

    58.681,75
    -2.096,54 (-3,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.404,96
    -69,37 (-4,71%)
     
  • S&P500

    4.551,68
    -23,11 (-0,51%)
     
  • DOW JONES

    35.490,69
    -266,19 (-0,74%)
     
  • FTSE

    7.253,27
    -24,35 (-0,33%)
     
  • HANG SENG

    25.648,42
    +19,68 (+0,08%)
     
  • NIKKEI

    28.773,45
    -324,79 (-1,12%)
     
  • NASDAQ

    15.617,25
    +30,00 (+0,19%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4197
    -0,0050 (-0,08%)
     

Suíça aprova primeiro fundo de criptomoedas e anima investidores

·3 minuto de leitura

Com o Bitcoin e as regulamentações em foco, muitos observam diferentes jurisdições e como elas lidam com o ativo digital. Enquanto países como a China tentam banir e reprimir a criptomoeda e os Estados Unidos sinalizam quererem ir para o mesmo caminho, a Suíça reafirmou a sua atitude mais amigável com o criptomercado ao aprovar o primeiro fundo de investimento com criptomoedas.

Com a aprovação anunciada pela Financial Market Supervisory Authority (Finma) o SEBA Bank se tornou o primeiro banco suíço aprovado pelos reguladores para oferecer investimentos para investidores institucionais.

A novidade, que agradou muitos é um passo verdadeiramente interessante, mas existem algumas ressalvas. De acordo com o anúncio da Finma o SEBA poderá oferecer investimentos em seu fundo de criptoativos apenas para os investidores qualificados.

“Pela primeira vez a FINMA aprovou um fundo Suíço que investe primariamente em criptoativos, isso significa um ativo baseado na blockchain ou tecnologia de ledger distribuído. O fundo em questão terá o nome ‘Crypto Market Index Fund’, um fundo de investimento que de acordo com a lei da Suíça pertence à categoria ‘outros fundos para investimentos alternativos’ com riscos particulares.” , destaca o texto oficial da Finma.

Regras

Por ter sido classificado como um investimento em ativos com riscos particulares, o fundo precisará seguir diferentes regras para garantir a segurança dos investidores. Por exemplo, o artigo destaca que o fundo só pode investir em criptoativos estabelecidos, e com um volume de negociação grande o suficiente.

Como é de se imaginar, é bem provável que o fundo opte e tenha permissão apenas para apostar nas moedas mais reconhecidas, como o Bitcoin ou até mesmo o Ethereum.

Quem vai ficar responsável pela administração desse novo fundo é a Crypto Finance AG, que também comemorou a notícia em seu perfil oficial no Twitter, também dando destaque aos outros parceiros que vão ajudar na administração do projeto, como o Pernet von Ballmoos AG.

O papel do SEBA Bank será na custódia dos ativos digitais, colocando as criptomoedas “lado a lado” com os valores em dinheiro e outros investimentos mantidos sob custódia do Banco.

Enquanto um Fundo de Investimentos em Criptomoedas não é algo tão revolucionário para o criptomercado e provavelmente não vai ser um catalisador de uma grande alta do Bitcoin a relação positiva das autoridades da Suíça mostram um caminho brilhante para o criptomercado por lá.

A Suíça é conhecida por ser uma das principais jurisdições de fundos financeiros, mas principalmente a custódia de dinheiro em seus muitos bancos (vezes até sendo usados de forma ilícita) Com a disposição do governo em permitir que o setor do criptomercado possa aproveitar das estruturas do setor tradicional poderemos ver novas mudanças por lá, talvez até mesmo com um aumento nos serviços de custódia de criptomoedas pelos bancos.

Fonte: Livecoins

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos