Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.442,28
    -84,77 (-0,43%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

Streamings supera pela 1ª vez TV em audiência nos EUA

Serviços de streaming superaram pela primeira vez a audiência da TV a cabo nos EUA
Serviços de streaming superaram pela primeira vez a audiência da TV a cabo nos EUA
  • Novas temporadas de séries famosas podem ter sido a causa da reviravolta;

  • Streaming tem ganhado terreno constantemente entre a audiência americana;

  • Em julho os americanos viram mais programas televisivos do que nunca.

Pela primeira vez na história de sua existência, os serviços de streaming, em conjunto, superaram a audiência da televisão a cabo nos Estados Unidos. Os dados apontam que em julho esses serviços totalizaram um total de 34,8% do conteúdo televisivo consumido, enquanto os canais a cabo ficaram com 34,4%.

Realizado pela empresa de mídia Nielsen, os dados apontam também que no mês passado os americanos consumiram mais programas televisivos do que nunca, cerca de 190,9 bilhões de minutos, batendo o recorde passado de abril de 2020, início da pandemia, que era de 169,9 bilhões de minutos.

O ganho de território pelos streamings já era previsto pelos analistas do setor, que vem lentamente ganhando cada vez mais espaço não só nos gostos do público americano, mas de todo o mundo. Em relação a junho, o mês de julho teve um aumento de apenas 3,2%. Porém, no cumulativo do ano o volume de minutos assistidos em streaming já cresceu 22,6%.

Séries de streaming fizeram sucesso em julho

Analistas e jornalistas do setor especulam sobre o que pode ter sido responsável por essa vitória, e se ela é capaz de se repetir nos meses seguintes.

Para eles, o mês de julho foi atípico no calendário de estreias das plataformas de streaming. Nele, os espectadores tiveram acesso a 4ª temporada de Stranger Things da Netflix, uma das maiores séries da atualidade, além de novas temporadas de outros sucessos da produtora como Virgin River e The Umbrella Academy.

Juntas, essas três séries somaram 29 bilhões de minutos assistidos, com 18 de Stranger Things e 11 das outras duas. Os filmes exclusivos da plataforma, Agente Oculto e A Fera do Mar também acumularam bastante audiência, com 5 bilhões de minutos assistidos.

Já a Hulu e a Amazon Prime também tiveram responsabilidade pela grande audiência dos serviços de streaming. A série Only Murderers in the Building e The Bear, do Hulu, acumularam 3 bilhões de minutos, enquanto The Terminal List e The Boys juntos renderam 8 bilhões de minutos assistidos.