Mercado fechará em 6 h 37 min
  • BOVESPA

    121.087,72
    -26,21 (-0,02%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,26
    +0,13 (+0,21%)
     
  • OURO

    1.774,90
    -5,30 (-0,30%)
     
  • BTC-USD

    56.356,86
    +2.639,00 (+4,91%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.273,72
    -117,99 (-8,48%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.011,84
    -7,69 (-0,11%)
     
  • HANG SENG

    29.106,15
    +136,44 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.685,37
    +2,00 (+0,01%)
     
  • NASDAQ

    13.960,25
    -69,25 (-0,49%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7560
    +0,0699 (+1,05%)
     

Stranger Things | Origem de Eleven era diferente no script inicial

Beatriz Vaccari
·4 minuto de leitura

Stranger Things tornou-se um dos carros-chefe da Netflix desde que foi lançada, em 2016. No entanto, o que muita gente não sabe é que antes da família Byers viver suas aventuras em Hawkins, Indiana, a série havia sido pensada dentro de outro conceito, intitulado Montauk. Já adiantamos por aqui que o produto final, se originada dessa primeira ideia, daria outro arco para Hopper, e recentemente foi divulgado que a trama inicial também seria diferente para Eleven.

Eleven é uma personagem de Stranger Things com habilidades sobrenaturais (Imagem: Divulgação / Netflix)
Eleven é uma personagem de Stranger Things com habilidades sobrenaturais (Imagem: Divulgação / Netflix)

A série confirmou que a história da personagem de Millie Bobby Brown começou no Laboratório Nacional Hawkins durante o Projeto MKUltra, liderado pelo Dr. Brenner. O experimento é baseado num programa real da CIA que tentou desenvolver novas habilidades de controle da mente para combater a União Soviética durante a Guerra Fria. Uma faceta do projeto envolvia o uso de drogas psicodélicas para ver como elas afetavam os indivíduos, e foi aí que a jovem Terry Ives, que na época estava grávida, juntou-se ao projeto. Mais tarde, os fãs descobriram que a criança que foi tirada dela e rotulada como um aborto espontâneo seria chamada de 011 e testada para determinar como a participação de sua mãe nos testes afetou a gestação.

Muitos dos elementos que vemos hoje em Stranger Things não foram modificados do que inicialmente foi pensado para Montauk. Quando se trata de Eleven, as diferenças mais significativas para a série foi o relacionamento que ela tinha com sua mãe, bem como a influência que Terry teve na aquisição de habilidades sobrenaturais da filha.

A mãe de Eleven possuia uma história diferente no roteiro original (Imagem: Divulgação / Netflix)
A mãe de Eleven possuia uma história diferente no roteiro original (Imagem: Divulgação / Netflix)

O Projeto MKUltra utilizou drogas como LSD durante os testes, enquanto em Montauk o projeto sequer existiria. Na história original, a mãe de Eleven seria viciada em substâncias ilícitas enquanto estava grávida, o que afetaria diretamente a genética da filha a ponto de ela desenvolver poderes telecinéticos.

O Dr. Brenner foi outro elemento pensado única e exclusivamente para Stranger Things. No script inicial, o cuidador de Eleven, que a capturaria dois anos após Terry dar luz à filha, seria chamado de Agente Um, e serviu como um protótipo do que Brenner se tornaria para o show da Netflix.

Eleven foi sujeita a testes do projeto MKUltra, bem no início da série (Imagem: Divulgação / Netflix)
Eleven foi sujeita a testes do projeto MKUltra, bem no início da série (Imagem: Divulgação / Netflix)

O Agente Um daria um tratamento especial para Eleven devido aos seus poderes, além de ser o único com quem ela mantinha qualquer interação social. "Martin Brenner" foi um nome cuja ideia era justamente humanizar o personagem, aprofundando sua conexão com Eleven. Em Stranger Things, As ações de Dr. Brenner traumatizaram-na profundamente com suas intermináveis experiências, além de expô-la ao Mundo Invertido.

A partir desse ponto, as semelhanças entre Stranger Things e Montauk só aumentam. Na ideia inicial, a vida dentro do laboratório seria a única lembrança que Eleven levaria para a vida, tornando-a um ser humano pouco social. Quando conheceu Mike e seus amigos, Eleven passou a aprender um pouco mais sobre si mesma. É por conta disso, inclusive, que Stranger Things possui tantas semelhanças com ET - O Extraterrestre, principalmente na relação entre Mike e Eleven, que segue uma analogia que ilustra o quão profundo é o vínculo entre os dois, mesmo na pré-produção da série, como descrevem os irmãos Duffer.

Mudanças foram feitas para a história de Eleven e sua mãe (Imagem: Divulgação / Netflix)
Mudanças foram feitas para a história de Eleven e sua mãe (Imagem: Divulgação / Netflix)

No entanto, apesar de algumas diferenças entre o script inicial e o produto final, são indiscutíveis a qualidade, profundidade e complexidade que as mudanças dos Duffer causaram em cada personagem e aspecto da história. O fato de a mãe de Eleven ter se tornado uma vítima tanto quanto a filha acrescentou mais empatia do público ao acompanhar sua trajetória, além de permitir às personagens um encontro mais emotivo na segunda temporada.

Além disso, humanizar o Dr. Brenner e entregar mais caracterização a seu personagem permitiu destacar as profundezas de sua insensibilidade, vilanizando e o colocando como um dos antagonistas da história, principalmente ao posar como a figura paterna de Eleven.

Atualmente, a personagem é uma das mais adoradas da série (Imagem: Divulgação / Netflix)
Atualmente, a personagem é uma das mais adoradas da série (Imagem: Divulgação / Netflix)

A quarta temporada de Stranger Things ainda está em fase de filmagens e, após o final da terceira (principalmente o que envolve Jim Hopper), os fãs estão mais ansiosos do que nunca para seu lançamento, que deve ocorrer ainda este ano.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: