Mercado fechará em 1 h 40 min
  • BOVESPA

    113.253,34
    +980,34 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.458,43
    -63,00 (-0,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,56
    +0,66 (+0,85%)
     
  • OURO

    1.944,40
    +5,20 (+0,27%)
     
  • BTC-USD

    23.120,36
    -104,20 (-0,45%)
     
  • CMC Crypto 200

    525,17
    +6,38 (+1,23%)
     
  • S&P500

    4.046,38
    +28,61 (+0,71%)
     
  • DOW JONES

    33.832,59
    +115,50 (+0,34%)
     
  • FTSE

    7.771,70
    -13,17 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    21.842,33
    -227,40 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.327,11
    -106,29 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.065,75
    +97,75 (+0,82%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5237
    -0,0233 (-0,42%)
     

Stournaras diz que juros do BCE subirão até haver certeza de que inflação está descendo a 2%

ATENAS (Reuters) - O Banco Central Europeu continuará elevando os juros até que haja certeza de que a inflação está diminuindo em direção à meta de 2% no médio prazo, disse o presidente do banco central grego, Yannis Stournaras, nesta quinta-feira.

A inflação atingiu dois dígitos no final do ano passado, mas agora parece ter atingido o pico e o foco do BCE está lentamente mudando de conter o aumento dos preços para a velocidade com que pode levar a inflação de volta à sua meta de 2%.

"Espera-se que os juros (do BCE) aumentem ainda mais até que o recente sinal positivo de desaceleração das pressões inflacionárias se transforme em uma certeza de aproximação da meta de 2% no médio prazo", disse Stournaras, membro do Conselho do BCE, em carta endereçada àos funcionários do banco central grego.

Stournaras disse que o fato de não haver uma espiral preço-salário para longe da meta de 2% por enquanto é positivo.

“Isso nos dá coragem para continuar a política anti-inflacionária sem altas de juros que provocariam uma recessão profunda”, afirmou.

(Reportagem de Lefteris Papadimas)