Mercado fechará em 2 h 46 min
  • BOVESPA

    120.260,12
    +198,12 (+0,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.981,34
    +113,72 (+0,23%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,44
    +0,09 (+0,15%)
     
  • OURO

    1.781,30
    -11,80 (-0,66%)
     
  • BTC-USD

    54.616,11
    -1.611,26 (-2,87%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.281,96
    +38,90 (+3,13%)
     
  • S&P500

    4.158,72
    -14,70 (-0,35%)
     
  • DOW JONES

    33.957,57
    -179,74 (-0,53%)
     
  • FTSE

    6.938,24
    +42,95 (+0,62%)
     
  • HANG SENG

    28.755,34
    +133,42 (+0,47%)
     
  • NIKKEI

    29.188,17
    +679,62 (+2,38%)
     
  • NASDAQ

    13.938,75
    +19,50 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5914
    -0,1106 (-1,65%)
     

Stonex mantém estimativa de safra e produção de açúcar do CS

·1 minuto de leitura

SÃO PAULO (Reuters) - A moagem de cana do centro-sul do Brasil foi estimada em 590,4 milhões de toneladas em 2021/22, uma queda de 15,6 milhões de toneladas ante a temporada anterior, apontou nesta quarta-feira a consultoria Stonex, que praticamente manteve sua projeção na comparação com o número divulgado em janeiro.

A estimativa de produção de açúcar do centro-sul em 2021/22 também foi mantida em 35,5 milhões de toneladas, ante 38,3 milhões de toneladas em 2020/21, com impacto do tempo mais seco reduzindo a safra, segundo a consultoria, que citou ainda que a principal região produtora destinará um pouco menos de cana para a fabricação do adoçante (45,2%, versus 45,9% na safra anterior).

Em evento online, o analista da Stonex Bruno Lima apontou que o "mix" de açúcar deverá perder algum terreno devido a um esperado suporte para os preços do etanol, cujo consumo deverá crescer.

A produção de etanol foi estimada em 29,5 bilhões de litros, ante 30,5 bilhões de litros no ciclo anterior.

(Por Roberto Samora)