Mercado fechado
  • BOVESPA

    106.296,18
    -1.438,83 (-1,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.889,66
    -130,39 (-0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    83,98
    +1,48 (+1,79%)
     
  • OURO

    1.793,10
    +11,20 (+0,63%)
     
  • BTC-USD

    61.305,85
    -2.127,86 (-3,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.453,34
    -49,69 (-3,31%)
     
  • S&P500

    4.544,90
    -4,88 (-0,11%)
     
  • DOW JONES

    35.677,02
    +73,94 (+0,21%)
     
  • FTSE

    7.204,55
    +14,25 (+0,20%)
     
  • HANG SENG

    26.126,93
    +109,40 (+0,42%)
     
  • NIKKEI

    28.804,85
    +96,27 (+0,34%)
     
  • NASDAQ

    15.324,00
    -154,75 (-1,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,5808
    -0,0002 (-0,00%)
     

STJD derruba liminar que garantia público ao Flamengo e abre caminho para rodada do Brasileirão no fim de semana

·2 minuto de leitura

Caiu a liminar que garantia a presença de público em jogos do Flamengo. Na madrugada desta quinta-feira, o vice-presidente so Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) e relator do caso, Felipe Bevilacqua, concedeu efeito suspensivo sobre a medida, que voltará a ser a ser julgada pelo Pleno do tribunal no próximo dia 23.

A liminar, concedida no início de agosto, causou um racha entre o rubro-negro e os demais clubes do Brasileirão ao longo das últimas duas semanas, quando os cariocas obtiveram autorização da Prefeitura do Rio para ter a presença parcial de público em três jogos no Maracanã, que foram classificados como eventos-teste. O primeiro deles aconteceu nesta quarta-feira: a vitória do Flamengo por 2 a 0 sobre o Grêmio, pelas quartas de final da Copa do Brasil, que levou a equipe de Renato Gaúcho às semis.

Com o entendimento geral de que a liberação de público deveria acontecer de forma simultânea a todas as equipes da elite, os clubes e CBF tentaram derrubar a decisão favorável ao rubro-negro de diversas formas. De um grupo 17 agremiações, partiram dois recursos pedindo a revisão da decisão ao STJD. Em ofício encaminhando à CBF, os 19 clubes ameaçaram paralisar a rodada do Brasileirão neste final de semana, o que não não deve mais ocorrrer.

Com a decisão de Bevilacqua, os efeitos da liminar estão suspensos até o próximo dia 28, quando os clubes voltam a se reunir em Conselho Técnico da CBF.

De acordo com dados levantados pela chamada matriz de normalidade elaborada pela CBF, todas as cidades dos clubes que disputam a Série A do Brasileirão estão aptas a receber público.

Segundo o Extra apurou, a entidade obteve retorno das federações estaduais sobre os planos das prefeituras e a previsão é que a maioria possa liberar 30% da capacidade dos estádios para a volta da torcida assim que houver acordo.

A expectativa é que a Série B já tenha público liberado na rodada seguinte ao seu conselho técnico, marcado para esta sexta-feira. A maioria dos clubes votaram pela autorização, que deve ocorrer para a próxima semana.

No caso da Série A, a previsão é que a reunião do dia 28 libere a torcida de forma equalitária para todos na rodada 23.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos