Mercado abrirá em 7 h 14 min

STJ gastará quase meio milhão com alimentos de 'primeira qualidade'

Pixabay

Um processo de licitação aberto pelo Superior Tribunal de Justiça, o STJ, prevê quase meio milhão de reais na compra de lanches para os ministros e desembargadores durante o ano de 2018. No documento, os lanches de “primeira qualidade” são classificados em quatro categorias: produtos de mercado, de horticultura, cafés em cápsulas e produtos de panificação, além de diversos tipos de queijos, frios, frutas, sucos, entre outros alimentos.

O que mais chama a atenção na licitação é a riqueza de detalhes utilizados para descrever os chamados produtos de “primeira qualidade”.

Como conta o jornalista Lauro Jardim, do jornal O Globo, os 60 quilos de abacate consumidos por mês devem ter “casca verde a violeta, lisa, fina, fosca, sem sinais de rachaduras ou amassaduras”. Há exigências também para a polpa, que deve ser “verde amarelada, que cede levemente ao toque, sem amassar” e com “peso mínimo de 700 gramas” e “diâmetro mínimo de 30 centímetros”.

As bananas servidas no STF não podem ter manchas. “Fruto de casca amarela, íntegra, com pouca ou nenhuma mancha preta” e o que é mais curioso “polpa de sabor doce a suavemente ácido”.