Mercado abrirá em 4 h 35 min
  • BOVESPA

    129.441,03
    -634,97 (-0,49%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.286,46
    +400,16 (+0,79%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,50
    +0,59 (+0,83%)
     
  • OURO

    1.858,90
    -20,70 (-1,10%)
     
  • BTC-USD

    39.535,20
    +4.196,60 (+11,88%)
     
  • CMC Crypto 200

    984,99
    +43,18 (+4,58%)
     
  • S&P500

    4.247,44
    +8,26 (+0,19%)
     
  • DOW JONES

    34.479,60
    +13,40 (+0,04%)
     
  • FTSE

    7.157,72
    +23,66 (+0,33%)
     
  • HANG SENG

    28.842,13
    +103,23 (+0,36%)
     
  • NIKKEI

    29.161,80
    +213,07 (+0,74%)
     
  • NASDAQ

    14.020,00
    +25,75 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1908
    -0,0018 (-0,03%)
     

Stellantis e Foxconn anunciam parceria em tecnologia automotiva focada em conectividade

·2 minuto de leitura
Stellantis

Por Agnieszka Flak

MILÃO (Reuters) - A Stellantis e Foxconn anunciaram nesta terça-feira que planejam criar uma joint venture para fornecer tecnologias automotivas e conectadas em toda a indústria automotiva.

A fabricante de veículos e a montadora de iPhones assinaram um memorando de entendimento não vinculativo para formar a Mobile Drive, uma joint venture sediada na Holanda e com foco em entretenimento informativo, telemática e desenvolvimento de plataforma de serviço em nuvem.

O presidente-executivo da Stellantis, Carlos Tavares, disse que a parceria com a Foxconn é um dos alicerces do plano de negócios do grupo, que se prevê entre o final deste ano e o início de 2022.

"É uma 'obrigação' de nossa direção estratégica futura", disse.

A parceria, entretanto, parece menos extensa do que o mercado esperava, depois que a Fiat Chrysler, agora parte da Stellantis, disse no ano passado que estava planejando formar uma joint venture com a Hon Hai Precision Industry, empresa controladora da Foxconn, para construir carros elétricos e desenvolver veículos conectados à internet na China.

O negócio também deixa em aberto como a Stellantis planeja perseguir um de seus principais objetivos, um relançamento na Ásia, onde atualmente obtém menos de 3% de suas receitas.

O diretor de software da Stellantis, Yves Bonnefont, disse que a decisão de entrar em uma joint venture com a Foxconn foi impulsionada principalmente pela necessidade de agir rapidamente e acessar o melhor conhecimento disponível. Cada empresa terá metade da Mobile Drive.

Nenhum detalhe financeiro da união foi divulgado.

A Mobile Drive vai operar como um fornecedor automotivo, com o objetivo de fornecer sistemas de software e hardware relacionado para a Stellantis e outras montadoras interessadas, disseram as empresas em um comunicado conjunto.

O software desenvolvido incluirá aplicativos baseados em inteligência artificial, comunicação 5G, serviços over-the-air atualizados, oportunidades de comércio eletrônico e integrações de cockpit inteligentes, para conectar software e aplicativos aos sistemas mais amplos do carro.

(Reportagem adicional de Giulio Piovaccari em Milão, Nick Carey em Londres e Gilles Guillaume em Paris)