Mercado fechado
  • BOVESPA

    125.052,78
    -1.094,22 (-0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.268,45
    +27,95 (+0,06%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,17
    +0,26 (+0,36%)
     
  • OURO

    1.802,10
    -3,30 (-0,18%)
     
  • BTC-USD

    34.411,48
    +292,32 (+0,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    786,33
    -7,40 (-0,93%)
     
  • S&P500

    4.411,79
    +44,31 (+1,01%)
     
  • DOW JONES

    35.061,55
    +238,15 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.027,58
    +59,28 (+0,85%)
     
  • HANG SENG

    27.321,98
    -401,82 (-1,45%)
     
  • NIKKEI

    27.548,00
    +159,80 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.091,25
    -6,75 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1216
    +0,0014 (+0,02%)
     

Startups brasileiras batem recorde e captam US$ 5,2 bilhões no 1° semestre de 2021

·3 minuto de leitura
Startups brasileiras batem recorde e captam US$ 5,2 bilhões no 1° semestre de 2021
Startups brasileiras batem recorde e captam US$ 5,2 bilhões no 1° semestre de 2021

Seis meses. Esse foi o tempo necessário para que o ecossistema brasileiro de startups batesse o recorde de captação de investimentos. Segundo o relatório Inside Venture Capital Report divulgado na última quarta-feira (7) pelo Distrito, o setor conseguiu arrecadar US$ 5,2 bilhões de janeiro a junho deste ano, muito em função da chegada de novos unicórnios e 11 mega rodadas de financiamento.

Para efeitos comparativos, o montante aportado durante o primeiro semestre supera, com sobras, os US$ 3,5 bilhões investidos em startups no ano passado — recorde até então. Já na comparação com o mesmo período de 2020, houve um crescimento de 295,8% no volume de investimentos, além de um acréscimo de 83 deals (339 aportes no total). Destaque para o mês de junho que, ao captar mais de US$ 2 bilhões por meio de 63 rodadas, tornou-se o mês com maior volume de capital na história do mercado brasileiro.

“Sabíamos que ultrapassaríamos a marca de US$ 5 bilhões, mas não imaginávamos que seria tão rápido”, disse Gustavo Gierun, cofundador do Distrito. “O Brasil faz parte do cenário de tecnologia mundial. Os cases de sucesso e constantes anúncios de unicórnios atraem a atenção de investidores estrangeiros e faz com o que o mercado se retroalimente”, completou.

Ao todo, foram 11 mega rodadas acima dos US$ 100 milhões: US$ 1,15 bi (Nubank), US$ 525 mi (Loft), US$ 400 mi (Ebanx), US$ 300 mi (QuintoAndar), US$ 220 mi (Gympass), US$ 212 mi (Loggi), US$ 200 mi (Mercado Bitcoin), US$ 190 mi (MadeiraMadeira), US$ 190 mi (Cloudwalk), US$ 138,9 mi (Buser) e US$ 126,5 mi (Hotmart).

Ilustração de startups
Recorde prova que o mercado de startups no Brasil segue aquecido. Foto: Nattapol_Sritongcom/Shutterstock

Leia mais:

Dentre essas startups, Hotmart, Mercado Bitcoin e MadeiraMadeira tornaram-se novos unicórnios, ou seja, passaram a valer mais de US$ 1 bilhão. Aliás, a fintech C6 Bank também recebeu o título em junho, o que estimula o setor a ultrapassar a marca de 2020, quando cinco startups foram elevadas a unicórnios.

Ainda de acordo com o report, a maior parte dos deals está concentrada em startups em estágios iniciais: foram 234 rodadas (64%) nessas etapas em 2021. No entanto, o maior volume foi aportado em negócios mais avançados (Series G), com US$ 1,15 bilhões captados em duas rodadas do Nubank.

Inclusive, falando de fintechs, o setor mais aquecido do ecossistema foi responsável por concentrar 50% do volume investido no Brasil (US$ 2,4 bilhões em 72 deals). Também foram reportadas 113 fusões e aquisições neste ano — dois terços do total realizado em 2020 —, geralmente entre startups ou por startups.

E, bem, o número deve ser ainda mais positivo, já que ainda faltam mais seis meses pela frente e o mercado de startups deve seguir aquecido até lá. “É notável o quão crescente tem sido essa prática no mercado, conforme grandes empresas buscam inovação internamente e startups vêm a estratégia como forma de escalar. Com o ecossistema irrigado por capital e com as startups atuantes e ávidas por consolidar posições, acreditamos que ultrapassaremos os 250 deals até o final do ano”, completou Tiago Ávila, head do Distrito Dataminer.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos