Mercado fechado
  • BOVESPA

    121.113,93
    +412,93 (+0,34%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.726,98
    +212,88 (+0,44%)
     
  • PETROLEO CRU

    63,07
    -0,06 (-0,10%)
     
  • OURO

    1.777,30
    -2,90 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    56.136,51
    -5.140,99 (-8,39%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.398,97
    +7,26 (+0,52%)
     
  • S&P500

    4.185,47
    +15,05 (+0,36%)
     
  • DOW JONES

    34.200,67
    +164,67 (+0,48%)
     
  • FTSE

    7.019,53
    +36,03 (+0,52%)
     
  • HANG SENG

    28.969,71
    +176,61 (+0,61%)
     
  • NIKKEI

    29.683,37
    +40,67 (+0,14%)
     
  • NASDAQ

    14.024,00
    -5,50 (-0,04%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,6900
    -0,0311 (-0,46%)
     

Startup mexicana Kavak capta fundos para expansão no Brasil

Carolina Millan e Jorgelina do Rosario
·2 minuto de leitura

(Bloomberg) -- A startup mexicana de carros usados Kavak captou uma quantia recorde para financiar uma grande expansão no Brasil e agora está avaliada em US$ 4 bilhões.

A startup da Cidade do México planeja iniciar operações no Brasil após a rodada de financiamento da Série D, que levantou US$ 485 milhões e foi liderada pela D1 Capital Partners, Ribbit Capital, BOND e Founders Fund Management.

A empresa, que atualmente opera no México e na Argentina, pode entrar em outros países nos próximos 24 meses, disse o cofundador e CEO Carlos García.

“O mercado é enorme, está fragmentado e é realmente informal”, disse García em entrevista, acrescentando que o mercado de carros usados movimenta US$ 60 bilhões anuais somente no México, com 80% dessas transações feitas entre pessoas físicas. “A pandemia aumentou a confiança dos consumidores nas plataformas digitais, e a demanda por automóveis continuará crescendo globalmente devido às necessidades de distanciamento social.”

A Kavak compra carros usados por meio de seu aplicativo, reforma e depois vende os veículos aos consumidores, com a opção de financiamento de médio prazo. As transações da empresa deram um salto durante a pandemia, pois as medidas de distanciamento social incentivaram o deslocamento com segurança em carros próprios e aumentaram a demanda por opções de segunda mão mais baratas. O número de funcionários da empresa cresceu de 500 para 2,5 mil nos últimos seis meses.

A empresa planeja usar o financiamento para aumentar seu estoque para 30 mil carros nos próximos 18 meses - em relação aos 12 mil veículos atuais - e expandir linhas de financiamento, investir em tecnologia e em infraestrutura, incluindo depósitos e centros de reforma.

Com o investimento inicial da Kavak no Brasil, a startup terá mais infraestrutura no país do que no México, seu mercado doméstico, que é atualmente o maior.

A Kavak foi fundada em 2016 depois que García enfrentou vários contratempos ao tentar vender seu carro ao se mudar da Colômbia para o México, desde problemas mecânicos até o recebimento de informações incorretas sobre o veículo. Isso o estimulou a oferecer transparência em um mercado sujeito a fraudes e com potencial de crescimento em mercados emergentes além da América Latina, disse García.

Em rodadas anteriores, a Kavak também foi financiada pelo SoftBank Group, Greenoaks Capital, DST Global e Kaszek Ventures, entre outras empresas. García não quis dar uma estimativa de quando a empresa poderia realizar uma oferta pública inicial.

For more articles like this, please visit us at bloomberg.com

Subscribe now to stay ahead with the most trusted business news source.

©2021 Bloomberg L.P.