Mercado abrirá em 3 h 22 min

Startup feminina Cash.in vence etapa brasileira do Comet Competition

Rafael Arbulu

A etapa brasileira da competição de startups Comet Competition, realizada pela Ingram Micro Cloud e que contou com o apoio da Microsoft, aconteceu em 18 de dezembro, exibindo palestras e convidando empresas startups inscritas para apresentarem seus negócios e portfólios para uma comissão julgadora, a fim de obter prêmios em recursos corporativos e uma viagem para reuniões internacionais.

A convite da Ingram, o Canaltech esteve presente na ocasião para conferir a última parte da etapa, que consistiu das empresas apresentarem seus materiais em um tempo marcado de 10 minutos — o qual algumas estouraram e outras ficaram com folga. Dentre elas, uma destacou-se o suficiente para impressionar os juízes e ser declarada campeã: a Cash.in, especializada no trade marketing e comércio em valores de incentivo.

O detalhe que chama logo a atenção — e que não passou despercebido pela vice-presidente de canais e vendas para PME (Pequenas e Médias Empresas), Priscyla Laham — é que a Cash.in é inteiramente gerenciada por mulheres. A única na ocasião, já que todas as outras companhias eram chefiadas por homens. “É muito bom ver que as mulheres estão crescendo no mercado empreendedor”, comentou Priscyla.

Entrega do cheque de US$ 100 mil em recursos de financiamentode negócios para a startup Cash.in, que venceu a etapa brasileira do Comet Competition e agora vai para as finais internacionais em Miami, no mês de maio de 2020 (Foto: Rafael Arbulu/Canaltech)

De 10 empresas a se apresentarem, as quatro primeiras foram premiadas: US$ 100 mil para a Cash.in (primeira colocada) e US$ 50 mil para as outras (respectivamente, Click Compliance, Ally Hub e Tesai Saúde). Todas elas também serão levadas pela Ingram para o Cloud Summit 2020, em maio do ano que vem, para competir com vencedoras das etapas de outros países do Comet Competition, pelo prêmio de US$ 1 milhão.

A Cash.in atua na bonificação de funcionários e colaboradores, na oferta do que pode ser entendido como gift cards digitais: de uma forma simples, o negócio da empresa consiste em criar uma prática de benefícios digitalizada para colaboradores, onde ações de destaque rendem prêmios e benefícios variados. A ideia é eliminar a parte física do processo — cartões em papel, por exemplo — e acelerar a entrega de bonificações. Com isso, funcionários recebem os prêmios imediatamente e buscam sempre a entrega de serviços de qualidade.

Segundo a Ingram, o Comet Competition é concurso global direcionado a identificar inovadores e revolucionários desenvolvedores de softwares business-to-business (B2B) que tenham aplicação para canais de tecnologia. A edição brasileira da competição faz parte de uma série de 16 competições em cinco continentes ao redor do mundo que premiará um total de US$ 5 milhões em dinheiro e ações de Go to Market, além de financiamento a 64 provedores de softwares independentes

Startups interessadas eram elegíveis dentro da obediência a alguns parâmetros eliminatórios: ter receita inferior a US$ 10 milhões nos últimos 12 meses e modelo de negócio B2B. “O Comet é uma grande oportunidade para que as startups possam se posicionar e apresentar suas inovações para o mercado, contando com o apoio de um grande parceiro como a Ingram Micro Brasil. As possibilidades de realização de novos negócios, com novos canais de vendas e networking, aliadas a grandes incentivos que serão distribuídos, compõem um grande atrativo para os participantes inscritos”, disse Flávio Moraes, diretor de Cloud e Soluções Digitais da Ingram Micro Brasil, durante a abertura da etapa brasileira em agosto deste ano.

Os prêmios entregues no evento do dia 18 se resumem a financiamentos para entrada de mercado. A Ingram Micro não exige nenhum investimento das empresas vencedoras, nem pagamentos por parte dos finalistas.

Agora, é esperar o mês de maio e torcer pelas meninas terem sucesso na etapa internacional.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: