Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.910,10
    -701,55 (-0,62%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.661,86
    +195,84 (+0,39%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.790,10
    -3,00 (-0,17%)
     
  • BTC-USD

    37.856,45
    +1.810,04 (+5,02%)
     
  • CMC Crypto 200

    863,83
    +21,37 (+2,54%)
     
  • S&P500

    4.431,85
    +105,34 (+2,43%)
     
  • DOW JONES

    34.725,47
    +564,69 (+1,65%)
     
  • FTSE

    7.466,07
    -88,24 (-1,17%)
     
  • HANG SENG

    23.550,08
    -256,92 (-1,08%)
     
  • NIKKEI

    26.717,34
    +547,04 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    14.430,25
    +443,50 (+3,17%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,9813
    -0,0427 (-0,71%)
     

Startup da MRV recebe aporte de R$ 1,26 bilhão

·2 min de leitura
A canadense Brookfield Asset Management aportará R$ 1,26 bilhão na Luggo, startup da construtora MRV. (REUTERS/Amanda Perobelli)
A canadense Brookfield Asset Management aportará R$ 1,26 bilhão na Luggo, startup da construtora MRV. (REUTERS/Amanda Perobelli)
  • A canadense Brookfield Asset Management aportará R$ 1,26 bilhão na Luggo

  • A Luggo, startup da construtora MRV, entregará 5100 unidades residenciais para a BAM

  • A venda acontecerá em três fases até o final de 2022.

Nesta quinta-feira (30/12) a construtora MRV anunciou um acordo de investimento no valor de R$ 1,26 bilhão como o grupo canadense Brookfield Asset Management. O ajuste eleva o valor das ações MRVR3 na Bolsa de São Paulo.

O ajuste trata da venda de empreendimentos residenciais da Luggo, startup da MRV destinada a locar imóveis pertencentes a fundos de investimentos.

O acordo entre a MRV e a Brookfield abrange 5.1000 unidades. E caberá a Luggo a administração dos imóveis e o relacionamento com os usuários.

Fatias de entrega

A MRV entregará as unidades em três fases. A primeira etapa conta com 1.842 por cerca de R$ 453 milhões. Os empreendimentos estão com os alvarás expedidos e os valores dos aluguéis próximos a definição.

Na segunda fase 2.500 unidades serão entregues por R$ 630 milhões. Os imóveis desta parte ainda não possuem alvarás de construção e estão previstos para o final de 2022.

A terceira e última fase abrange terrenos direcionados a empreendimentos da Luggo e movimentará R$ 175 milhões de acordo com 710 unidades.

Repercussões 

Em nota a MRV destaca a agilidade com a qual locou os empreendimentos da primeira fase e afirma a assertividade do modelo de negócios da startup Luggo.

A primeira venda da primeira fase se dá por R$ 105 milhões por unidades dos empreendimentos Luggo Cabral, em Contagem (MG) e Luggo Piqueri, na capital de São Paulo.

O investimento e os resultados da MRV contribuem para a valorização das ações MRVR3 no mercado. Com valor inicial de R$ 11,89 e chega a R$ 12,04, uma alta de 2,64% às 16h. Você pode acompanhar as cotações dos papéis da MRV no Yahoo Finanças.

Com informações da Reuters e InfoMoney.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos