Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.064,36
    +1.782,08 (+1,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,27
    +125,93 (+0,25%)
     
  • PETROLEO CRU

    73,11
    -0,19 (-0,26%)
     
  • OURO

    1.750,20
    +0,40 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    44.457,50
    +700,77 (+1,60%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.111,68
    +2,76 (+0,25%)
     
  • S&P500

    4.448,98
    +53,34 (+1,21%)
     
  • DOW JONES

    34.764,82
    +506,50 (+1,48%)
     
  • FTSE

    7.078,35
    -5,02 (-0,07%)
     
  • HANG SENG

    24.522,54
    +11,56 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    30.201,54
    +562,14 (+1,90%)
     
  • NASDAQ

    15.296,50
    -7,00 (-0,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2242
    -0,0008 (-0,01%)
     

Startup cria software para reduzir divergências em cobranças hospitalares

·1 minuto de leitura

As glosas hospitalares são um pequeno problema dos bastidores do setor de saúde. São ajustes na cobrança de um serviço hospitalar, que tornam seu valor final maior ou menor do que o previsto inicialmente. A startup CMSG Tecnologia, incubada no PTI-BR (Parque Tecnológico Itaipu-Brasil) criou o software Dino para reduzir a frequência do fenômeno.

A solução surgiu a partir de uma pesquisa científica do aluno de enfermagem Cleyber Santos com as orientações do professor Marcelo Gomes. Seu objetivo é permitir a comunicação de todas as glosas no menor tempo possível e informar a equipe de faturamento sobre o andamento das ações para resolver as divergências de preço. Elas acontecem quando, por exemplo, os procedimentos de um serviço executado pelo hospital não está em conformidade com as tabelas dos planos de saúde.

Algumas das ferramentas do programa fazem análise de dados, como por exemplo geração de série histórica, gráfico de identificação das situações de glosas, a formação de banco de dados dos pareceres gerados pelos auditores e a comunicação direta com o médico envolvido na ocorrência.

Imagem: Divulgação/Dino
Imagem: Divulgação/Dino

"O aplicativo colabora na agilidade e no registro das informações para facilitar o gerenciamento dos custos e melhorar o uso dos recursos de forma mais racional e efetiva para hospitais”, explica o professor Marcelo Gomes.

Os próximos passos da CMSG Tecnologia é finalizar o MVP (produto mínimo viável, isto é, a sua primeira versão pronta para entrar no mercado) da plataforma e realizar o teste do software em campo. "As interações e novidades são os novos desafios, bem como apresentar ao mercado e implantar em novos hospitais e clínicas", finaliza Marcelo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos