Mercado abrirá em 3 h 53 min

Startup chinesa está criando versão local do foguete Falcon 9, da SpaceX

Patrícia Gnipper

A SpaceX está revolucionando a indústria aeroespacial com seus foguetes reutilizáveis, que já se tornaram tendência do meio. Mas a China não quer que a companhia estadunidense domine este mercado sem uma boa briga: no que depender da startup Galactic Energy Aerospace Technology, o foguete Falcon 9 da empresa de Elon Musk ganhará uma versão chinesa em um futuro próximo.

A empresa privada, cuja sede fica em Pequim, anunciou recentemente um grande avanço na construção de seu foguete com propulsor líquido chamado Pallas, o que representa mais um passo dado no caminho para que a empresa crie seu próprio "Falcon 9 chinês".

O foguete tem um motor de 40 toneladas, que é impulsionado por um gerador a gás. O motor, por sua vez, é alimentado por oxigênio líquido e querosene, e sete testes de ignição já aconteceram, sendo bem sucedidos. A empresa começou o desenvolvimento do motor do foguete Pallas em dezembro de 2018, sendo este o primeiro foguete chinês equipado com motores que funcionam com essa tecnologia.

O novo Pallas reutilizável aos moldes do Falcon 9 deverá começar a voar a partir de dezembro de 2022. Antes disso, a Galactic Energy vai inaugurar um outro foguete chamado Ceres, voltado ao mercado de pequenos satélites comerciais na órbita baixa da Terra, com previsão do primeiro voo para março de 2020.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: