Mercado fechará em 1 h
  • BOVESPA

    107.768,64
    +909,77 (+0,85%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.629,56
    +24,00 (+0,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,39
    +2,90 (+4,17%)
     
  • OURO

    1.784,20
    +4,70 (+0,26%)
     
  • BTC-USD

    51.076,01
    +2.036,48 (+4,15%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.316,67
    -4,61 (-0,35%)
     
  • S&P500

    4.690,71
    +99,04 (+2,16%)
     
  • DOW JONES

    35.753,65
    +526,62 (+1,49%)
     
  • FTSE

    7.339,90
    +107,62 (+1,49%)
     
  • HANG SENG

    23.983,66
    +634,28 (+2,72%)
     
  • NIKKEI

    28.455,60
    +528,23 (+1,89%)
     
  • NASDAQ

    16.317,50
    +474,75 (+3,00%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3310
    -0,0926 (-1,44%)
     

Startup chilena lança plataforma gratuita que ajuda estudantes para o Enem

·2 min de leitura

A edtech chilena Open Green Road traz para o Brasil o Aprendo Livre, uma plataforma online gratuita de apoio para os estudantes que tentarão o Enem 2021. O objetivo do projeto, segundo a empresa, é fornecer material para alunos que não têm condições de custear um curso preparatório para o exame.

Os interessados no Aprendo Livre podem se inscrever no site da plataforma. Após o login, o estudante contará com ferramentas como provas de prontidão com feedback imediato; avaliações recomendadas por disciplina; relatórios estatísticos de suporte e desempenho; material de apoio multimídia para cada matéria do Enem; comunidade para colaboração e resolução de dúvidas; e aulões preparatórios ao vivo e gravados.

Antes de chegar ao Brasil, o Aprendo Livre foi lançado no Chile, México e Colômbia, atendendo a mais de 270 mil alunos. A Open Green Road diz que a plataforma realiza uma experiência de aprendizagem adaptável com inteligência artificial e que sua solução é compatível com a qualidade das alternativas mais caras do mercado.

Imagem: Reprodução/Aaron Burden/Unsplash
Imagem: Reprodução/Aaron Burden/Unsplash

Para se ter uma ideia, o Stoodi cobra a partir de R$ 17,90 por mês. Mas existem outros sites gratuitos que preparam para o exame, como Guia Enem, FVG Ensino Médio e o banco de provas do Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

Para alunos de escolas públicas, estudar para o Enem se tornou um desafio ainda maior, já que as aulas foram interrompidas em 2020 e 2021 por causa da covid, e só recentemente foram retomadas em alguns estados. Por conta disso, a prova do ano passado só foi realizada no começo deste ano. Mas a pandemia ainda deixou estragos. Em julho, as inscrições para o Enem 2021 foram encerradas e o número de inscritos foi de 4 milhões, a menor quantidade registrada desde 2007. O exame acontecerá nos dias 21 e 28 de novembro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos