Mercado fechado
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,47
    -2,48 (-3,35%)
     
  • OURO

    1.816,80
    -0,40 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    38.922,73
    -2.256,16 (-5,48%)
     
  • CMC Crypto 200

    951,68
    -9,21 (-0,96%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.081,72
    +49,42 (+0,70%)
     
  • HANG SENG

    26.235,80
    +274,77 (+1,06%)
     
  • NIKKEI

    27.781,02
    +497,43 (+1,82%)
     
  • NASDAQ

    14.960,00
    +4,25 (+0,03%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1427
    -0,0453 (-0,73%)
     

Startup de carros autônomos quer acabar com estacionamentos

·2 minuto de leitura
Startup de carros autônomos quer acabar com estacionamentos
Startup de carros autônomos quer acabar com estacionamentos

Uma startup chamada Halo (não confundir com o jogo de videogame), focada em carros autônomos, tem uma ideia bastante ousada para acabar com a dificuldade de conseguir vagas de estacionamento em grandes centros. A empresa deseja que os clientes dirijam até seus destinos e, logo em seguida, o carro volte sozinho para casa.

Pode parecer um pouco confuso, mas, na verdade, a startup não oferece exatamente carros autônomos, mas algo mais parecido com um carro de controle remoto em tamanho real. Isso acontece porque existe uma pessoa dirigindo o carro dentro do escritório da empresa, tendo uma visão parecida com a de um simulador de jogos de corrida.

Motorista dirigindo um carro a distância
Carros da Halo devem ser controlados como um videogame de corrida. Crédito: Halo Car/Divulgação

A ideia da Halo é trazer a aparência de um carro autônomo, já que o cliente não terá contato direto com um outro ser humano. Segundo a empresa, isso deve tornar o aluguel de carros um processo menos estressante e que possa fomentar a confiança dos usuários na tecnologia de carros autônomos.

Carro “self-service”

O plano da startup é uma dinâmica em que os clientes peçam um carro por um aplicativo no smartphone e recebam um veículo sem motorista à sua frente. Em seguida, ele assume o volante e faz as viagens que desejar. Ao terminar, um funcionário da empresa assume o controle remoto do veículo e o leva para uma base da empresa.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

No projeto piloto, que será realizado em Las Vegas, os operadores remotos estarão na mesma cidade, com o serviço operando em um raio de alcance relativamente curto. Porém, a segunda parte do projeto envolve a operação remota além dos limites da “Cidade do Pecado”, com os operadores operando a uma distância maior entre a base e o carro.

Leia mais:

Segundo o CEO da Halo, Anand Nandakumar, existe uma lacuna a ser preenchida entre o estágio atual de desenvolvimento dos carros autônomos e o ponto que os entusiastas dessa tecnologia esperam que ela chegue. Para ele, o papel de sua empresa é o de preencher esse espaço. Para o desenvolvimento da tecnologia, a Halo conta com a ajuda da T-Mobile, uma das maiores operadoras de telefonia móvel do mundo.

Com informações do Futurism

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos