Mercado abrirá em 2 h 49 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,84
    +0,58 (+0,81%)
     
  • OURO

    1.813,00
    -9,20 (-0,50%)
     
  • BTC-USD

    38.616,32
    -975,86 (-2,46%)
     
  • CMC Crypto 200

    937,35
    -23,55 (-2,45%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.116,16
    +34,44 (+0,49%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.968,75
    +16,00 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1498
    +0,0057 (+0,09%)
     

Startup carioca cria serviço personalizado de avaliação de empresas por WhatsApp

·1 minuto de leitura

Uma startup do Rio de Janeiro encontrou no WhatsApp um diferencial para realizar seu serviço de avaliação de empresas. A StartupHero faz o valuation — nome dado ao método que levanta o valor de uma companhia — em um atendimento personalizado no popular app de mensagens.

Funciona assim: após ser procurada por um interessado, a equipe da StartupHero gera um orçamento instantâneo baseado em uma breve descrição do negócio, que é entregue ao cliente por WhatsApp ou e-mail. Se ele aprovar a realização do serviço, o empreendedor preenche um formulário fornecendo mais detalhes, como o setor em que atua, histórico financeiro, ativos e passivos da empresa.

Imagem: Diego Cervo/Unsplash
Imagem: Diego Cervo/Unsplash

O relatório de valuation é entregue também por WhatsApp, como um arquivo PDF de 25 a 35 páginas após cerca de quatro dias úteis. A StartupHero envia áudio com explicações e comentários sobre a linguagem financeira usada no texto.

“Em quase doze meses de atividade, já foram gerados mais de 200 relatórios de avaliação e 100 pitch decks [apresentação para investidores]”, diz Leonardo Brasil, administrador e sócio-fundador da startup.

Com cerca de seis meses de atividade, a startup diz ter crescido 400% em meio à pandemia de COVID-19. Atende a 60 clientes por mês, de comércios tradicionais a setores de criptomoedas e até serviços de NFT (Tokens Não-Fungíveis, da sigla em inglês).

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos