Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.611,65
    +1.322,47 (+1,19%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.466,02
    -571,03 (-1,12%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,29
    +0,68 (+0,79%)
     
  • OURO

    1.796,60
    -33,10 (-1,81%)
     
  • BTC-USD

    36.797,45
    +267,17 (+0,73%)
     
  • CMC Crypto 200

    813,93
    -5,57 (-0,68%)
     
  • S&P500

    4.326,51
    -23,42 (-0,54%)
     
  • DOW JONES

    34.160,78
    -7,31 (-0,02%)
     
  • FTSE

    7.554,31
    +84,53 (+1,13%)
     
  • HANG SENG

    23.807,00
    -482,90 (-1,99%)
     
  • NIKKEI

    26.170,30
    -841,03 (-3,11%)
     
  • NASDAQ

    14.113,75
    -44,75 (-0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0240
    -0,0824 (-1,35%)
     

Startup Alice capta US$ 127 milhões para ampliar seguros de saúde baratos

·2 min de leitura

A Alice anunciou, nesta terça-feira (21), a captação de US$ 127 milhões (R$ 703 milhões) em rodada série C (para escalar a companhia) liderada pela japonesa SoftBank. A startup paulista, que vende seguros de saúde mais baratos ao focar em medicina preventiva, obteve a maior rodada já registrada por uma healthtech na América Latina.

O dinheiro veio apenas 11 meses depois que a Alice levantou US$ 33,3 milhões (R$ 184,3 milhões) em rodada série B. Na desta semana, a empresa teve a participação de fundos de rodadas anteriores, como Kaszek e ThornTree Capital Partners, e novos investidores como Allen & Company LLC, G Squared, Globo Ventures e StepStone. Já Canary, Endeavor Catalyst e Maya Capital seguem como acionistas.

Um detalhe que mostra como a startup está em alta é que o novo aporte vale mais do que o dobro captado nas demais rodadas — no caso, US$ 47,7 milhões (R$ 264 milhões). A Alice tem hoje mais de 6.000 clientes, dez vezes o apresentado no início do ano (674); além de nove hospitais e mais de 200 unidades de centros de diagnóstico em seus planos de saúde.

Alice intensificará os investimentos em tecnologia e saúde (Imagem: Divulgação/Alice)
Alice intensificará os investimentos em tecnologia e saúde (Imagem: Divulgação/Alice)

“Tínhamos o plano de fazer uma nova rodada no primeiro semestre de 2022. Mas o mercado se antecipou”, afirmou ao NeoFeed André Florence, CEO e um dos fundadores da Alice ao lado de Guilherme Azevedo e Matheus Moraes. “Foi uma rodada competitiva e ficamos oversubscribed [com procura acima do esperado].”

“Agora, com mais capital, intensificaremos os investimentos em tecnologia, no Time de Saúde, em coordenação de cuidado e saúde baseada em resultados (value based health care) para continuar reconstruindo a saúde no Brasil”, declarou Florence.

Em novembro, a Alice realizou sua primeira aquisição: a Cuidas, startup de saúde corporativa. O valor da transação não foi divulgado.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos