Mercado fechará em 6 h 14 min
  • BOVESPA

    117.643,61
    +445,79 (+0,38%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.845,83
    0,00 (0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    87,85
    +0,09 (+0,10%)
     
  • OURO

    1.723,50
    +2,70 (+0,16%)
     
  • BTC-USD

    20.246,90
    +368,05 (+1,85%)
     
  • CMC Crypto 200

    460,74
    -2,39 (-0,52%)
     
  • S&P500

    3.792,10
    +8,82 (+0,23%)
     
  • DOW JONES

    30.293,32
    +19,45 (+0,06%)
     
  • FTSE

    6.985,23
    -67,39 (-0,96%)
     
  • HANG SENG

    18.012,15
    -75,82 (-0,42%)
     
  • NIKKEI

    27.311,30
    +190,77 (+0,70%)
     
  • NASDAQ

    11.650,25
    +26,50 (+0,23%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1086
    -0,0276 (-0,54%)
     

Starlink mais barata vale a pena? Veja a comparação com outras operadoras

A Starlink anunciou na última quinta-feira (25) uma redução de mais de 50% no valor de sua mensalidade no Brasil, entre outros países ao redor do mundo, devido a inflação. Segundo o comunicado oficial da empresa, "a redução de preços influencia as condições do mercado local e deve refletir a paridade no poder de compra de nossos clientes". No entanto, o investimento é válido mesmo com o desconto?

A rede de internet via satélite da Space X – fabricante de sistemas aeroespaciais do bilionário Elon Musk, chegou ao Brasil em janeiro de 2022 e já conta com cerca de 400 mil usuários, estando presente em 36 países. A operadora tem previsão de ser lançada na Amazônia em setembro, prometendo conectar áreas remotas e auxiliar no monitoramento da região.

Para verificar se o investimento compensa, realizamos uma análise em comparação com os planos de internet das operadoras nacionais – levando em consideração dados relacionados ao preço, velocidade e latência.

Compare a velocidade e latência da Starlink com as operadoras nacionais

A Starlink oferece internet via satélite, prometendo alcançar localidades onde a fibra não chega (Imagem: Reprodução/Starlink)
A Starlink oferece internet via satélite, prometendo alcançar localidades onde a fibra não chega (Imagem: Reprodução/Starlink)

Nesta análise, foram considerados os testes realizados pelo site Minha Conexão, baseado no ranking de Internet mais rápida no Brasil em 2022, atualizado em julho deste ano. As empresas avaliadas foram: Claro, Vivo, TIM, Oi e Starlink. Confira a comparação, a seguir;

Velocidade

No requisito velocidade média de download, os resultados foram:

  • 1º - Starlink: 165.9 Mbps

  • 2º - Claro: 154.2 Mbps

  • 3º - Oi: 153.1 Mbps

  • 4º - Vivo: 143.1 Mbps

  • 5º - TIM: 96.5 Mbps

Latência

Sobre o cálculo da latência, a Claro fica em primeiro lugar com apenas 24ms.

  • - Claro: 24 ms

  • 2º - Vivo: 30 ms

  • 3º - Starlink: 33 ms

  • 4º - Oi: 40 ms

  • 5º - TIM: 54 ms

Compare os preços da Starlink com os planos das operadoras nacionais

As operadoras nacionais não possuem a maior velocidade ou o melhor desempenho, no entanto, apresentam uma vasta gama de planos. Confira os pacotes e seus respectivos benefícios, a seguir:

Claro Fibra

A Claro ocupa o 1º lugar no ranking de operadoras nacionais, além de possuir uma das maiores coberturas 4G e 4G+ no país. No entanto, seu valor fica um pouco acima da média das concorrentes, com o plano mínimo de R$ 99,99 mensais. Todos os planos incluem o Discovery+ (por três meses), Claro Video, Skeelo Audiobook e McAfee. Através de um valor extra na mensalidade, é possível contratar Netflix, HBO Max e outros serviços de streaming.

  • Plano 250 Mega = R$ 99,99 por mês;

  • Plano 500 Mega = R$ 99,99 nos primeiros 3 meses, depois R$ 119,90 mensais (inclui o HBO Max);

  • Plano 1 Giga = R$ 299,90 mensais (inclui o Cine Docs e o Busuu).

A Claro cobra uma taxa de R$ 90 para instalação (podendo dividir em até 6x) e possui um contrato de fidelidade com validade de 12 meses. Caso esse contrato seja quebrado, o cliente estará sujeito a pagar multa pelo tempo restante. Caso você não queira aceitar o termo de fidelidade, a empresa cobra uma taxa de adesão no valor de R$ 540.

Vivo Fibra

A Vivo Fibra está em terceiro lugar no ranking de velocidade dentre as operadoras nacionais, porém, foi nomeada como Melhor Plano de 2022 nas categorias de "Melhor Velocidade" e "Melhor Provedor". A operadora oferece planos à partir de R$ 99,99 mensais que inclui assinatura do Paramount+, Clube de revistas, Skeelo Audiobooks, Bancah Jornais, Estádio TNT Sports, Band News e FunKids. A empresa também possui planos exclusivos em parceria com Disney+, Prime Video, Netflix e mais.

  • Plano 300 Mega = R$ 99,99 por mês;

  • Plano 600 Mega = R$ 149,99 por mês;

Atualmente a Vivo não cobra por taxas de instalação em serviços de internet fixa e telefone fixo.

Oi Fibra

A Oi Fibra está em 2º lugar em termos de velocidade média de download dentre as empresas de telecomunicação nacionais. A operadora disponibiliza planos a partir de R$ 99,90 por mês, acompanhados de serviços de leitura, notícias e esportes da própria empresa, incluindo a plataforma de streaming Oi Play.

  • 200 Mega = R$ 99,90 por mês;

  • 400 Mega = R$ 119,90 por mês;

  • 500 Mega = 129,90 por mês;

  • 1 Giga = R$ 279,90 por mês;

O Oi Fibra inclui o valor do modem e a taxa de instalação é gratuita. A empresa também conta com um termo de fidelidade de 12 meses, com aplicação de multas em casos de cancelamento.

TIM Live Ultrafibra

A TIM ficou em último lugar nos parâmetros considerados acima e também deixa a desejar sobre o valor dos planos. A empresa dá desconto de 15% ao definir o pagamento em débito automático por 12 meses.

  • 300 Mega = R$ 115,78 por mês (ou R$ 98,50 no débito automático por 12 meses);

  • 500 Mega = R$ 126,31 por mês (ou R$ 107,50);

  • 500 Mega (+ HBO Max e Deezer) = R$ 157,88 (ou R$ 134,50);

  • 1 Giga = R$ 189,46 (ou R$179,99);

  • 1 Giga (+ HBO Max e Deezer) = R$ 221,04 (ou R$198,99);

A TIM inclui o valor do modem e a taxa de instalação é gratuita. Vale ressaltar que a empresa também conta com um termo de permanência de 12 meses e, em casos de cancelamento, cobra uma taxa de R$ 480 de forma proporcional aos meses restantes.

Starlink

Com apenas um plano disponível, a Starlink promete cobrir uma velocidade de download entre 150 a 500 Mbps e latência no intervalo de 20 a 40ms. Após o desconto de mais de 50%, o valor de sua mensalidade passou a custar R$ 230, sem impostos. A empresa cobra o valor de R$ 2.000 pelo custo do equipamento, que inclui a antena e o modem de internet.

Em uma simulação de pedido no site da Starlink, foram cobrados R$ 1.098,96 de imposto sob o valor do equipamento e R$ 65,55 na mensalidade, totalizando R$ 295,55. Como o frete saiu grátis, o valor a ser cobrado no momento do pedido foi R$ 3.098,96, referente ao equipamento e seus impostos. A mensalidade só é cobrada após o teste de 30 dias.

Vale a pena escolher a Starlink quando comparamos com as operadoras nacionais?

Antes de escolher a sua internet, é muito importante verificar a disponibilidade dos serviços de cada operadora na sua região. Dentre os serviços citados neste artigo, apenas três estavam disponíveis na minha localidade. Além disso, vale avaliar o seu uso. Pessoas que trabalham em home office devem priorizar uma maior cobertura e estabilidade da rede, já os adeptos a jogos devem se atentar a velocidade da internet e ao cálculo da latência.

Sobre a Starlkink, a nova mensalidade colaborou muito para tornar a rede mais acessível, porém, o valor de investimento inicial ainda é um fator que afasta o público geral desse tipo de tecnologia – tornando a em um produto mais nichado. Mesmo facilitando os processos de importação com a isenção dos impostos, a maioria dos brasileiros não tem condições de pagar mais de um salário mínimo em equipamento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: