Mercado fechado
  • BOVESPA

    108.376,35
    -737,80 (-0,68%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    45.038,58
    +230,02 (+0,51%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,46
    +1,75 (+2,28%)
     
  • OURO

    1.635,80
    +2,40 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    19.030,97
    -136,12 (-0,71%)
     
  • CMC Crypto 200

    436,99
    -22,15 (-4,82%)
     
  • S&P500

    3.647,29
    -7,75 (-0,21%)
     
  • DOW JONES

    29.134,99
    -125,82 (-0,43%)
     
  • FTSE

    6.984,59
    -36,36 (-0,52%)
     
  • HANG SENG

    17.860,31
    +5,17 (+0,03%)
     
  • NIKKEI

    26.571,87
    +140,32 (+0,53%)
     
  • NASDAQ

    11.336,50
    +20,25 (+0,18%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1632
    -0,0162 (-0,31%)
     

Starlink: internet de Elon Musk fica quase 60% mais barata no Brasil

Starlink pertence à SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk (Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Starlink pertence à SpaceX, empresa do bilionário Elon Musk

(Rafael Henrique/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

  • Internet da Starlink fica R$ 300 mais barata no Brasil;

  • Mensalidade caiu de R$ 530 para R$ 230;

  • Outros países também comemoraram as reduções nos preços.

A Starlink, serviço de internet via satélite do bilionário Elon Musk, cortou em mais da metade os preços praticados no Brasil e os baixou em outros países ao redor do mundo. No Reddit, há relatos de usuários comemorando a novidade no Reino Unido, Holanda, México e Chile.

"A redução de preços influencia as condições do mercado local e deve refletir a paridade no poder de compra de nossos clientes", disse a empresa, em notificação enviada a usuários de diversas localidades.

No Brasil, a queda foi de 56%, com mensalidade atualizada para R$ 230. Quando a Starlink começou a operar no país, no início do ano, o site apontava mensalidade de R$ 530, ou seja, está R$ 300 mais barata. Importante destacar que há um custo único de hardware de R$ 2 mil, mais impostos.

Com satélites que operam em órbita baixa ao redor da Terra, a internet da Starlink oferece alta velocidade e baixo tempo de resposta (latência). De acordo com as previsões, o serviço estreará em setembro na Amazônia, levando conexão a áreas remotas e ajudando no monitoramento da região.

Como contratar a internet da Starlink?

  • Passo 1

Entre no site oficial da Starlink, digite seu endereço e clique em ‘Pedir Agora’.

Mas fique esperto: conforme divulgado pelo TecMundo, a plataforma não está acostumada com todos os termos brasileiros – especialmente palavras com acento, cedilha ou que não fazem parte da língua inglesa. Em um teste realizado pelo portal, foi necessário escrever Florianópolis sem o ‘ó’.

  • Passo 2

Confira os valores da assinatura e confirme seu endereço, inserindo informações como CEP, cidade, estado e dados pessoais, como nome e celular.

  • Passo 3

Complete o cadastro com as informações do cartão de crédito e confirme o pedido. Depois, verifique se recebeu um e-mail com as informações do processo, código de pedido e instruções para receber a antena.

Serviço já estava mais em conta na França

No começo de agosto, os usuários franceses também celebraram a redução nos preços da Starlink, que caíram de 99 euros (R$ 528) para 50 euros (R$ 266). A redução foi de cerca de 50%.

Ainda que a novidade torne a empresa mais atrativa aos olhos de quem busca internet de alta velocidade, há uma ressalva importante no quesito qualidade. A partir de outubro, os clientes da França que ultrapassarem 250 GB de dados no mesmo mês terão uma redução na velocidade da conexão. O acesso à internet não é interrompido, mas assim como acontece com os planos móveis para celular, a capacidade habitual só será restaurada no início do mês seguinte.

Quem não quiser esperar, pode contratar 100 GB de dados adicionais por 10 euros (R$ 53). Segundo a Starlink, a nova regra de gerenciamento de tráfego é necessária para garantir a entrega de um bom serviço a todos.

Além da mensalidade, os clientes da empresa de Musk também pagam cerca de 634 euros (R$ 3.380) para fazer a instalação do equipamento. A entrega, na França, é gratuita.