Mercado abrirá em 3 h 2 min
  • BOVESPA

    116.230,12
    +95,66 (+0,08%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.046,58
    +616,83 (+1,36%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,24
    -0,28 (-0,32%)
     
  • OURO

    1.716,90
    -13,60 (-0,79%)
     
  • BTC-USD

    20.100,25
    +159,71 (+0,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    455,36
    +9,93 (+2,23%)
     
  • S&P500

    3.790,93
    +112,50 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    30.316,32
    +825,43 (+2,80%)
     
  • FTSE

    6.988,68
    -97,78 (-1,38%)
     
  • HANG SENG

    18.087,97
    +1.008,46 (+5,90%)
     
  • NIKKEI

    27.120,53
    +128,32 (+0,48%)
     
  • NASDAQ

    11.531,00
    -109,75 (-0,94%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1553
    -0,0126 (-0,24%)
     

Starlink, de Elon Musk, pode começar a operar na Amazônia em setembro

Em maio, Musk visitou o Brasil para debater com Bolsonaro e empresários a operação da Starlink na Amazônia (Pavlo Gonchar/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)
Em maio, Musk visitou o Brasil para debater com Bolsonaro e empresários a operação da Starlink na Amazônia

(Pavlo Gonchar/SOPA Images/LightRocket via Getty Images)

  • A Starlink, de Elon Musk, estará apta a operar na Amazônia a partir de setembro;

  • Com estrutura concluída, empresa pode levar conectividade a escolas e monitorar a região via satélite;

  • Tratativas com o governo ainda estão em debate.

A Starlink, empresa de Elon Musk que fornece rede de internet via satélite, vai estar apta a operar na Amazônia a partir de setembro. A informação foi confirmada pelo ministro das Comunicações, Fabio Faria, à Exame.

"O que faltava era a porta de entrada do sinal de satélite. Você precisa disso para receber o sinal. Um gateway deles consegue ter mil quilômetros de raio. Então, se colocar um Manaus e outro São Gabriel da Cachoeira, cobre a Amazônia inteira", disse Faria.

Com a estrutura concluída, a Starlink poderá fornecer internet a escolas e imagens de satélite para monitoramento de toda a região – complementando as que já estão à disposição do governo. Entretanto, as tratativas ainda estão em debate, já que não há uma licitação sobre o tema. Existe a possibilidade de firmar o acordo por meio de doação ao governo brasileiro.

Em maio, Musk visitou o país para debater com Jair Bolsonaro (PL) e diversos empresários a instalação da rede na Amazônia. Na época, esses dois pontos de destaque – conectividade nas escolas e monitoramento da região – já estavam em pauta. “Super animado por estar no Brasil para o lançamento do Starlink para 19.000 escolas desconectadas em áreas rurais e monitoramento ambiental da Amazônia!”, escreveu Musk em sua conta do Twitter, na ocasião.

As regiões Sul e Sudeste do Brasil já contam com o serviço de internet da empresa. Em janeiro, a Anatel autorizou a atuação da Starlink no Brasil até 2027 e os brasileiros podem contratar a rede para suas casas.