Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.439,37
    -2.354,91 (-2,07%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.307,71
    -884,62 (-1,69%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,96
    -0,65 (-0,90%)
     
  • OURO

    1.753,90
    -2,80 (-0,16%)
     
  • BTC-USD

    48.252,30
    +1.037,88 (+2,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.193,48
    -32,05 (-2,62%)
     
  • S&P500

    4.432,99
    -40,76 (-0,91%)
     
  • DOW JONES

    34.584,88
    -166,44 (-0,48%)
     
  • FTSE

    6.963,64
    -63,84 (-0,91%)
     
  • HANG SENG

    24.920,76
    +252,91 (+1,03%)
     
  • NIKKEI

    30.500,05
    +176,71 (+0,58%)
     
  • NASDAQ

    15.282,75
    -226,75 (-1,46%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1994
    +0,0146 (+0,24%)
     

Spotify testa plano mensal mais barato com anúncios

·2 minuto de leitura

Depois do YouTube, agora é a vez do Spotify de avaliar o interesse de seus usuários a respeito de uma assinatura mais econômica. O serviço de streaming de música e podcasts testa o Spotify Plus, uma alternativa de apenas US$ 0,99 (R$ 5,20, em conversão direta), que permite escolher e pular músicas sem limitações, mas ainda conta com anúncios entre as faixas.

É limitado o número de usuários que receberam a oferta no app, de acordo com um comunicado enviado ao The Verge. “Estamos sempre trabalhando em melhorias na experiência com o Spotify e realizamos testes rotineiramente para informar nossas decisões”, comentou o porta-voz.

Quem opta pelo plano gratuito do Spotify precisa encarar limitações que podem ser bem inconvenientes. Nessa faixa, não é possível escolher a música que toca, determinar uma ordem de reprodução ou aproveitar o streaming offline. Além disso, propagandas estão sempre presentes e são reproduzidas entre uma música e outra.

O Spotify Plus apareceu como oferta para um número limitado de usuários e permite escolher a música que vai tocar, mas ainda com propagandas (Imagem: Reprodução/The Verge)
O Spotify Plus apareceu como oferta para um número limitado de usuários e permite escolher a música que vai tocar, mas ainda com propagandas (Imagem: Reprodução/The Verge)

Assim como o YouTube Premium Lite, o Spotify Plus estaria um nível abaixo da assinatura Premium padrão. Em vez de ter acesso a todos os recursos do streaming, o usuário Plus teria a liberdade de escolher a música que quer escutar e poderia trocar de faixa quantas vezes quisesse. Anúncios, porém, ainda estariam presentes, mas não está claro se seriam reproduzidos com muita frequência.

A plataforma alertou que essa solução não é o formato definitivo do Spotify Plus. É normal que o serviço avalie a recepção de um recurso antes de liberá-lo para as massas. Se a opção mais barata não se sair bem entre usuários, os benefícios e o preço podem ser reajustados para melhor atender as demandas daqueles que não querem o pacote completo, mas seriam felizes pagando menos por uma função especial ou outra.

Nada revelado para o Brasil

O Spotify Premium Individual custa R$ 19,90 por mês, portanto, considerada a proporção da assinatura padrão para o Plus, o serviço custaria R$ 1,99 no Brasil. Tal valor não foi confirmado e não há relatos de que a opção está disponível para usuários brasileiros neste momento.

E você, acha que seria interessante pagar para poder escolher a música que toca no seu celular, enquanto ainda escuta propagandas entre as faixas? Até quanto estaria disposto a desembolsar por uma opção como essa? Deixe suas impressões nos comentários, logo abaixo.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos