Mercado fechado
  • BOVESPA

    118.811,74
    +1.141,84 (+0,97%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.352,18
    -275,49 (-0,58%)
     
  • PETROLEO CRU

    59,71
    +0,01 (+0,02%)
     
  • OURO

    1.733,00
    +0,30 (+0,02%)
     
  • BTC-USD

    59.983,68
    +212,57 (+0,36%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.288,55
    -6,03 (-0,47%)
     
  • S&P500

    4.127,99
    -0,81 (-0,02%)
     
  • DOW JONES

    33.745,40
    -55,20 (-0,16%)
     
  • FTSE

    6.889,12
    -26,63 (-0,39%)
     
  • HANG SENG

    28.453,28
    -245,52 (-0,86%)
     
  • NIKKEI

    29.538,73
    -229,33 (-0,77%)
     
  • NASDAQ

    13.821,75
    +13,00 (+0,09%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,8306
    +0,0664 (+0,98%)
     

Spotify retira músicas de bandas de K-pop de seu catálogo e revolta fãs

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - O Spotify figura neste domingo (28) como o assunto mais comentado do Twitter no mundo. A razão da repercussão foi ter excluído todas as cançoes de K-pop do distribuidor Kakao M -- uma das maiores empresas distribuidoras de música da Coreia do Sul -- de seu catálogo musical, o que deixou os milhões de fãs do gênero musical indignados. Grupos como BTS não estão sendo afetados. A mudança estaria prejudicando artistas que não têm distribuição própria no Ocidente, como a cantora IU e os grupos Mamamoo e Oneus, que tiveram todos os trabalhos retirados da plataforma. Já grupos como Monsta X e Seventeen, que passaram a ter distribuição apenas nos últimos anos foram parcialmente lesados com a medida. Revoltados com a decisão, fãs das bandas em todo mundo estão realizando protestos contra Kakao M, que também é proprietária da plataforma de streaming de música Melon, e Spotify. De acordo com informações do portal Kpop Chart, a exclusão do Spotify deveu-se a uma disputa entre as duas empresas. Desde que o Spotify lançou sua plataforma na Coreia do Sul, Kakao M retirou a licença de suas músicas existentes no Spotify Coreia, para que ficassem disponíveis apenas na plataforma de streaming Melon. Em resposta, o Spotify finalmente removeu todas as canções de Kakao M em sua plataforma. Para que fãs ao redor do mundo agora não possam ouvir músicas K-Pop que estão sob o distribuidor Kakao M na plataforma Spotify. Tablo, que é membro do grupo musical Epik High comentou o desentendimento entre as empresas em sua conta no Twitter. "Aparentemente, há um desacordo entre nossos distribuidores Kakao M e Spotify, o que fez nosso novo álbum, 'Epik High Is Here', não estar disponível globalmente, o que é contra a nossa vontade. Independentemente de quem é o culpado, por que é sempre o artista e seus fãs que sofrem quando os negócios colocam a ganância sobre a arte?", escreveu o artista na manhã deste domingo. Procurado, o Spotify não se manifestou até a publicação deste conteúdo.