Mercado abrirá em 2 h 46 min
  • BOVESPA

    108.402,27
    +1.930,27 (+1,81%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.354,86
    +631,46 (+1,35%)
     
  • PETROLEO CRU

    90,14
    -0,62 (-0,68%)
     
  • OURO

    1.807,80
    +2,60 (+0,14%)
     
  • BTC-USD

    23.505,25
    -599,71 (-2,49%)
     
  • CMC Crypto 200

    547,82
    +4,95 (+0,91%)
     
  • S&P500

    4.140,06
    -5,13 (-0,12%)
     
  • DOW JONES

    32.832,54
    +29,04 (+0,09%)
     
  • FTSE

    7.482,05
    -0,32 (-0,00%)
     
  • HANG SENG

    20.003,44
    -42,33 (-0,21%)
     
  • NIKKEI

    27.999,96
    -249,28 (-0,88%)
     
  • NASDAQ

    13.168,00
    -15,25 (-0,12%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2316
    +0,0222 (+0,43%)
     

Spotify quer aumentar oferta de podcast em vídeos na plataforma

·2 min de leitura
O Spotify anunciou na quinta-feira (21) que está abrindo seu recurso de podcast de vídeo para mais criadores. Pode ajudar a empresa a atrair mais assinantes pagantes e aumentar o engajamento. A mudança mostra que o Spotify continua a abraçar o vídeo além de sua oferta de áudio. (REUTERS/Brendan McDermid) (REUTERS)
  • Spotify quer aumentar as probabilidades de criadores aumentarem suas receitas

  • YouTube é o líder do mercado de podcasts em vídeo; Twitch é o segundo

  • Spotify dominou o mercado de companhias voltadas para podcast

O Spotify anunciou na quinta-feira (21) que está abrindo seu recurso de podcast de vídeo para mais criadores. Pode ajudar a empresa a atrair mais assinantes pagantes e aumentar o engajamento. A mudança mostra que o Spotify continua a abraçar o vídeo além de sua oferta de áudio.

Leia também:

A ideia da plataforma é aumentar a forma de os criadores aumentarem sua receita, audiência e engajamento. Os podcasters podem escolher usar o recurso de assinatura do Spotify para cobrar dos usuários o acesso a podcasts de vídeo.

A empresa começou a testar podcasts de vídeo no verão passado com um punhado de talentos. A nova ferramenta estará disponível por meio do Anchor, a plataforma de podcast adquirida pelo Spotify no início de 2019, onde os criadores podem se inscrever para publicar seus vídeos.

O Spotify tem trabalhado para fortalecer seu negócio de publicidade e atrair novos assinantes Premium trazendo podcasts populares para o aplicativo. Ela deu início a seu impulso de podcast há quase três anos, adquirindo Gimlet Media, Anchor e Parcast, e fez grandes investimentos para obter direitos exclusivos para transmitir programas de Joe Rogan, Michelle Obama e Príncipe Harry e Meghan, o Duque e Duquesa de Sussex.

A monetização de podcast tem sido complicada para algumas empresas de streaming, pois é difícil medir o retorno do investimento em publicidade de podcast. O Spotify, no entanto, tem colocado mais peso no esforço, investindo pesadamente em sua tecnologia com sua ferramenta “Streaming Ad Insertion” e aquisição de US$ 235 milhões da empresa de tecnologia de publicidade Megaphone.

YouTube é o líder do mercado de podcasts em vídeo

É improvável que o Spotify consiga acompanhar o YouTube no front de vídeo tão cedo, mas ainda está muito à frente de outros grandes jogadores no espaço de podcasting de vídeo, como Twitch, de propriedade da Amazon, que tem cerca de 41 milhões de usuários.

Uma das primeiras perguntas que o formulário de inscrição do Anchor faz é se o podcaster de vídeo atualmente usa o YouTube para distribuir seu trabalho, um sinal de que o Spotify entende o quão arraigado está seu principal concorrente no espaço.

“Não vamos comentar sobre os detalhes de outras plataformas”, disse Michael Mignano, head do Anchor, quando questionado por que os usuários deveriam optar pelo novo serviço Spotify em vez do YouTube. “O que direi é que com nosso recurso de podcasts de vídeo, os criadores se beneficiarão do alcance do Spotify e da disponibilidade futura de nosso pacote de ferramentas de monetização de podcast”.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos