Mercado fechado
  • BOVESPA

    112.924,99
    +1.046,46 (+0,94%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    43.909,88
    +235,05 (+0,54%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,73
    +0,45 (+0,99%)
     
  • OURO

    1.843,30
    +13,10 (+0,72%)
     
  • BTC-USD

    19.366,09
    +417,19 (+2,20%)
     
  • CMC Crypto 200

    380,71
    +6,30 (+1,68%)
     
  • S&P500

    3.658,67
    -10,34 (-0,28%)
     
  • DOW JONES

    29.880,23
    -3,56 (-0,01%)
     
  • FTSE

    6.490,27
    +26,88 (+0,42%)
     
  • HANG SENG

    26.728,50
    +195,92 (+0,74%)
     
  • NIKKEI

    26.809,37
    +8,39 (+0,03%)
     
  • NASDAQ

    12.506,75
    +52,50 (+0,42%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,2423
    -0,0775 (-1,23%)
     

Spotify lança ferramenta para você ouvir música com amigos mesmo a distância

Rafael Arbulu
·2 minuto de leitura

Atividades em grupo podem ser uma boa forma de passar o tempo e estabelecer novas conexões humanas em meio à pandemia da COVID-19. Sabendo disso, a plataforma de streaming Spotify criou uma nova ferramenta intitulada “Group Sessions” (“Sessões em Grupo”, na tradução literal), que permite a várias pessoas conectadas à mesma seção de música controlar as atividades do streaming.

A novidade ainda está em fase de testes, sendo gradualmente liberada para usuários pagantes da assinatura premium da plataforma. Basicamente, uma sessão em grupo contará com um líder (ou host) que comanda a atividade e libera um código escaneável do Spotify para outros participantes que queiram ingressar. A partir daí, os convidados poderão pausar, reproduzir, avançar ou voltar músicas, além de adicionar ou remover faixas da fila de reprodução. A cada alteração, a fila é atualizada para todos os membros presentes.

(Imagem: Divulgação/Spotify)
(Imagem: Divulgação/Spotify)

O Spotify ainda não implementou um limite de usuários que podem ingressar a uma sessão em grupo, mas disse ao The Verge que “vai continuar evoluindo a experiência com o tempo, de acordo com o feedback dos usuários”. A sessão em grupo acaba após uma hora sem nenhuma atividade.

A empresa sueca por trás do serviço de streaming musical vem aos poucos aprimorando a plataforma, tornando-a mais atraentes para novos usuários e potenciais novos assinantes. Recentemente, o Spotify passou a permitir que assinantes do plano premium escondessem faixas específicas das listas de reprodução, além de elaborar sugestões segmentadas de podcasts, separadas por temas.

Isso tudo vem contribuindo para um cenário positivo para a empresa: o Spotify fechou o primeiro trimestre de 2020 com aumento de 22% na sua receita, muito em parte pelas pessoas passarem mais tempo isoladas em casa. Dado esse quadro, é o melhor interesse do Spotify que novos recursos de experiência de usuário sejam lançados nesta época.

Fonte: Canaltech