Mercado fechará em 3 h 21 min
  • BOVESPA

    109.728,85
    -403,68 (-0,37%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    42.044,15
    -156,44 (-0,37%)
     
  • PETROLEO CRU

    45,15
    -0,56 (-1,23%)
     
  • OURO

    1.812,10
    +0,90 (+0,05%)
     
  • BTC-USD

    17.201,06
    -778,11 (-4,33%)
     
  • CMC Crypto 200

    335,50
    -35,02 (-9,45%)
     
  • S&P500

    3.629,65
    -5,76 (-0,16%)
     
  • DOW JONES

    29.872,47
    -173,77 (-0,58%)
     
  • FTSE

    6.356,68
    -34,41 (-0,54%)
     
  • HANG SENG

    26.819,45
    +149,70 (+0,56%)
     
  • NIKKEI

    26.537,31
    +240,45 (+0,91%)
     
  • NASDAQ

    12.191,00
    +38,75 (+0,32%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3357
    -0,0020 (-0,03%)
     

Spotify já tem mais de 320 milhões de usuários ativos

Felipe Demartini
·2 minuto de leitura

O Spotify está celebrando o lançamento na Rússia e mais 12 países, no terceiro trimestre deste ano, por mais de um motivo. De acordo com o relatório financeiro da empresa, a chegada ao países se tornou a maior estreia do serviço na história e alavancou os números de usuários que levaram a plataforma à marca de mais de 320 milhões de utilizadores ativos todos os meses no mundo.

De acordo com os dados divulgados nesta semana pelo Spotify, são 144 milhões de usuários pagantes em todo o mundo, um crescimento de 27% que acompanha o aumento de 29% no número total de ouvintes. É o tipo de aumento que a companhia gosta de ver, mostrando que tanto o fluxo mensal de gente ouvindo música quanto aqueles que decidem assinar para ter acesso a benefícios e funcionalidades exclusivas aumenta na mesma proporção.

O total é, também, mais do que o dobro de seu concorrente mais próximo, a Apple, que de acordo com os últimos resultados divulgados, tem 60 milhões de usuários. A Maçã não oferece planos gratuitos para seus clientes, além dos testes para novos usuários. Na terceira posição do mercado de streaming musical está o Amazon Music, com 55 milhões de utilizadores.

A alta no número de usuários também levou a um crescimento de 14% no faturamento, com US$ 2,32 bilhões arrecadados em todo o mundo no terceiro trimestre de 2020. Entretanto, no período, o Spotify registrou perdas de US$ 118 milhões geradas, justamente, pelo investimento em expansão territorial e marketing nos países em que já possui presença, como é o caso da Índia, sempre citada como uma região de amplo potencial de crescimento para a plataforma.

Enquanto os ganhos por usuário caíram cerca de 10% no período, a empresa enxerga um aumento significativo na receita oriunda de podcasts, com mais de 1,9 milhão de programas disponíveis na plataforma. No terceiro trimestre de 2020, 22% dos usuários globais do Spotify ouviram pelo menos um conteúdo desse tipo, mantendo a margem que já havia sido registrada no período anterior.

O programa The Joe Rogan Experience segue sendo o mais popular e deve se tornar um exclusivo do Spotify ao final deste ano. Os números cresceram, principalmente, depois do envolvimento em polêmicas quanto à participação do apresentador Alex Jones, citado como um dos maiores teóricos da conspiração dos EUA e figura conhecida da extrema direita americana. Na ocasião do convite, o serviço se pronunciou afirmando que trazer vozes diversas mantém o debate saudável na plataforma.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: