Mercado abrirá em 1 h 58 min
  • BOVESPA

    122.515,74
    +714,95 (+0,59%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    50.869,48
    +1,16 (+0,00%)
     
  • PETROLEO CRU

    71,59
    +0,33 (+0,46%)
     
  • OURO

    1.813,20
    -9,00 (-0,49%)
     
  • BTC-USD

    38.752,61
    -932,07 (-2,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    941,40
    -19,50 (-2,03%)
     
  • S&P500

    4.387,16
    -8,10 (-0,18%)
     
  • DOW JONES

    34.838,16
    -97,31 (-0,28%)
     
  • FTSE

    7.109,01
    +27,29 (+0,39%)
     
  • HANG SENG

    26.194,82
    -40,98 (-0,16%)
     
  • NIKKEI

    27.641,83
    -139,19 (-0,50%)
     
  • NASDAQ

    14.969,50
    +16,75 (+0,11%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1521
    +0,0080 (+0,13%)
     

SpaceX vai lançar mais de 100 novos satélites como parte de missão compartilhada

·2 minuto de leitura
SpaceX vai lançar mais de 100 novos satélites como parte de missão compartilhada
SpaceX vai lançar mais de 100 novos satélites como parte de missão compartilhada

Um foguete Falcon 9, da SpaceX, fará uma viagem à órbita da Terra para lançar mais de 100 novos satélites, como parte da missão compartilhada Transporter-2. O restante do conteúdo do foguete ainda não foi revelado, mas a viagem está marcada para o dia 25 – próxima sexta-feira – às 15h56, horário de Brasília.

Este Falcon-9, aliás, corresponde ao modelo “B1060”, que fez o voo da missão Transporter-1, além de outras seis viagens à órbita do nosso planeta, retornando com sucesso em todas elas. A informação foi confirmada pela própria SpaceX, via Twitter:

Leia também

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Outras contas na rede social traziam um vídeo com o do teste de disparo estático do foguete:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Na última segunda-feira (22), o Falcon 9 B1060 foi preenchido com oxigênio líquido e querosene para foguetes, acionando com sucesso os seus nove motores Merlin 1D, como parte de um último teste antes do lançamento oficial. Entende-se por “teste de disparo estático” a ignição completa dos motores, mas sem a propulsão do foguete, que fica preso ao chão.

Com a aprovação no teste, a SpaceX agora já colocou o foguete na horizontal, guardando-o em seu hangar de integração no Cabo Canaveral, na Flórida, onde ele terá instalada a carga com os satélites (e seja lá o que mais ele levar) no segundo estágio de seu corpo – esta parte é descartável e não será recuperada pela SpaceX. Depois disso, o foguete será novamente transportado à base de lançamento e “verticalizado” para lançamento.

Ainda não se sabe se, com esse lançamento, a SpaceX posicionará novos satélites Starlink, relacionados ao seu projeto de oferta de internet; ou se eles se tratam de objetos de observação e pesquisa.

Apesar do conteúdo do foguete não ter sido divulgado, nem tampouco para quais empresas a SpaceX está oferecendo essa “carona”, a missão Transporter-2 trará um processo de retorno diferente de sua antecessora: enquanto a Transporter-1 viu o foguete pousar em um drone, para só depois ser devolvido à plataforma, desta vez, o Falcon 9 B1060 fará o pouco de volta diretamente para a mesma base de onde ele será lançado, então estima-se que o volume de carga seja consideravelmente mais leve desta vez.

Já assistiu aos nossos novos vídeos no YouTube? Inscreva-se no nosso canal!

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos