Mercado abrirá em 11 mins
  • BOVESPA

    100.763,60
    +2.091,34 (+2,12%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.294,83
    +553,33 (+1,16%)
     
  • PETROLEO CRU

    110,94
    +1,37 (+1,25%)
     
  • OURO

    1.824,90
    +0,10 (+0,01%)
     
  • BTC-USD

    21.010,38
    -208,19 (-0,98%)
     
  • CMC Crypto 200

    459,57
    -2,23 (-0,48%)
     
  • S&P500

    3.900,11
    -11,63 (-0,30%)
     
  • DOW JONES

    31.438,26
    -62,42 (-0,20%)
     
  • FTSE

    7.344,77
    +86,45 (+1,19%)
     
  • HANG SENG

    22.418,97
    +189,45 (+0,85%)
     
  • NIKKEI

    27.049,47
    +178,20 (+0,66%)
     
  • NASDAQ

    12.057,75
    +17,25 (+0,14%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,4965
    -0,0476 (-0,86%)
     

SpaceX realiza três lançamentos em pouco mais de 36 horas

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

A SpaceX realizou uma sequência de três lançamentos bem-sucedidos em pouco mais de 36 horas, começando no dia 17 e terminando neste domingo (19). A empresa colocou em órbita um novo lote de satélites Starlink e outros de imageamento terrestre e de comunicação.

O primeiro lançamento foi realizado a partir da plataforma 39A do Centro Espacial Kennedy, na Flórida. Um foguete Falcon 9 decolou por volta das 12h09 (horário local), colocando 53 satélites Starlink na órbita da Terra. O primeiro estágio completou seu 13º voo ao pousar no navio “A Shortfall of Gravitas”.

Já no dia seguinte, por volta das 10h19 do horário local, outro Falcon 9 decolou da plataforma 4E da Base da Força Espacial dos EUA em Vandenberg, na Califórnia. O lançador colocou em órbita o satélite de imagens de radar SARah-1, da europeia Airbus, que será um substituto do sistema SAR-Lupe.

A SpaceX não forneceu detalhes sobre a operação, mas militares alemães confirmaram a entrega do satélite de 4 toneladas e o primeiro contato bem-sucedido. O Falcon 9, que já havia lançado duas missões do National Reconnaissance Office (NRO) no início do ano, pousou em Vandenberg.

Enquanto isto, o terceiro lançamento aconteceu às 00h27 deste domingo a partir da plataforma 40 da Estação da Força Aérea dos EUA em Cabo Canaveral, na Flórida. A carga útil informada foi o Globalstar FM15, um satélite de comunicação de 700 kg operado pela Globalstar.

No entanto, uma sequência de três queimas do primeiro estágio deu a entender que existiriam outras cargas úteis. Em um vídeo da SpaceX, após a implantação do satélite, aparece algo semelhante a um adaptador de carga. Pode ser que o foguete tenha levado mais cargas ou que elas foram canceladas antes do lançamento.

Em maio, Dace Kagan, executivo-chefe da Globalstar, disse que a empresa planejava lançar o satélite como parte dos planos do novo conjunto de satélites encomendados no início deste ano. Após a entrega do Globalstar FM15 a empresa confirmou que a unidade estava funcionando.

A Globalstar informou que a maior parte do custo de desenvolvimento do satélite, bem como o lançamento em si, foi pago por um cliente não divulgado, que também financia a produção de quase todos os 17 novos satélites Globalstar encomendados à empresa canadense MDA em fevereiro.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos