Mercado fechado
  • BOVESPA

    110.036,79
    +2.372,44 (+2,20%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    44.626,80
    -475,75 (-1,05%)
     
  • PETROLEO CRU

    79,74
    -1,49 (-1,83%)
     
  • OURO

    1.668,30
    -0,30 (-0,02%)
     
  • BTC-USD

    19.125,56
    -218,45 (-1,13%)
     
  • CMC Crypto 200

    443,49
    +0,06 (+0,01%)
     
  • S&P500

    3.585,62
    -54,85 (-1,51%)
     
  • DOW JONES

    28.725,51
    -500,10 (-1,71%)
     
  • FTSE

    6.893,81
    +12,22 (+0,18%)
     
  • HANG SENG

    17.222,83
    +56,96 (+0,33%)
     
  • NIKKEI

    25.937,21
    -484,84 (-1,83%)
     
  • NASDAQ

    11.058,25
    -170,00 (-1,51%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,3079
    +0,0099 (+0,19%)
     

SpaceX quer realizar até 100 lançamentos no ano que vem

Até o momento, a SpaceX já soma quase 40 missões orbitais lançadas em 2022, com praticamente um lançamento a cada seis dias. Mas, segundo um tuíte de Elon Musk publicado nesta quarta-feira (31), a empresa poderá adotar um ritmo ainda mais agressivo no ano que vem: na publicação, ele afirmou que a SpaceX planeja lançar até 100 voos em 2023.

A fala de Musk veio em resposta a uma pergunta de Eric Berger, do portal Ars Techcnica, que afirmou ter ouvido rumores sobre o objetivo — e Musk confirmou. É possível que grande parte destes futuros lançamentos seja dedicada a levar satélites Starlink à órbita.

Neste ano, 25 lançamentos da SpaceX foram dedicados aos satélites Starlink, expandindo a constelação de satélites de internet da empresa. Todas essas missões foram lançadas com foguetes Falcon 9, mas isso poderá mudar em breve, já que a SpaceX vem trabalhando para finalizar a Starship, um sistema completamente reutilizável.

É possível que o aguardado primeiro teste de voo orbital do Starship não esteja mais tão distante: no início de agosto, a empresa conduziu testes de ignição estática com protótipos do propulsor Super Heavy e da nave Starship. Durante o teste de voo, o foguete será lançado do Texas, sem tripulação, para dar uma volta quase completa ao redor da Terra, retornando para uma amerissagem próximo ao Havaí, no Oceano Pacífico.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: