Mercado abrirá em 35 mins
  • BOVESPA

    106.924,18
    +1.236,18 (+1,17%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.579,90
    +270,60 (+0,55%)
     
  • PETROLEO CRU

    109,49
    -1,00 (-0,91%)
     
  • OURO

    1.799,70
    -8,50 (-0,47%)
     
  • BTC-USD

    29.673,14
    -760,16 (-2,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    664,48
    -16,62 (-2,44%)
     
  • S&P500

    4.023,89
    +93,81 (+2,39%)
     
  • DOW JONES

    32.196,66
    +466,36 (+1,47%)
     
  • FTSE

    7.417,58
    -0,57 (-0,01%)
     
  • HANG SENG

    19.950,21
    +51,44 (+0,26%)
     
  • NIKKEI

    26.547,05
    +119,40 (+0,45%)
     
  • NASDAQ

    12.338,75
    -44,00 (-0,36%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2879
    +0,0288 (+0,55%)
     

SpaceX lança nova tripulação à ISS para a Nasa

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
SpaceX lança nova tripulação à ISS para a Nasa
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Menos de dois dias depois que uma cápsula Dragon da SpaceX, tripulada por aventureiros ricos, voltou à Terra na costa da Flórida, outra decolou nesta quarta-feira, desta vez para uma missão da Nasa à Estação Espacial Internacional (ISS).

A missão Crew 4 decolou do Centro Espacial Kennedy às 3h52 horário local (4h52 no horário de Brasília), com os americanos Kjell Lindgren, Bob Hines e Jessica Watkins, além da italiana Samantha Cristoforetti, da Agência Espacial Europeia, a bordo.

O rápido tempo de resposta da SpaceX - pouco menos de 40 horas entre a recuperação de uma tripulação e o envio de outra - é um sinal de um cronograma de voos espaciais tripulados cada vez mais saturado desde que a empresa do magnata Elon Musk se tornou o principal táxi de astronautas da Nasa em 2020.

Entre 2011 – quando o programa do ônibus espacial terminou – e 2020, a NASA confiou nos foguetes russos Soyuz para esse serviço.

"Pense em como o Cabo (Canaveral) foi transformado, pense em todas aquelas plataformas de lançamento abandonadas e como elas estão voltando à vida", refletiu o administrador da Nasa, Bill Nelson, à imprensa.

A Crew 4 se juntará ao quarteto da Crew 3, que está chegando ao fim de sua rotação de cinco meses na ISS, bem como três russos no segmento russo do posto orbital.

Uma data para o retorno da Crew 3 será definida em breve.

A Crew 4 deve realizar centenas de experimentos científicos, incluindo pesquisas em andamento sobre o cultivo de plantas sem solo no espaço.

Outro experimento será desenvolver uma retina humana artificial, aproveitando o ambiente de microgravidade da ISS para ajudar a formar filmes finos de proteína, camada após camada.

Essa tecnologia "poderia eventualmente ser usada para substituir células fotorreceptoras danificadas nos olhos e potencialmente restaurar a visão significativa para milhões de pessoas que sofrem de doenças degenerativas da retina", disse a cientista da Nasa Heidi Parris.

A tripulação deve chegar ao laboratório espacial 17 horas após o lançamento, com o acoplamento previsto para as 20h15 de quarta-feira (21h15 de Brasília).

ia/sw/atm/am/fp

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos