Mercado fechado

SpaceX pode levar primeiros astronautas à ISS com a Crew Dragon em maio

Patrícia Gnipper

Finalmente, parece que astronautas norte-americanos voltarão a viajar para a Estação Espacial Internacional (ISS) por meio de foguetes norte-americanos, a bordo de naves norte-americanas, e a partir de solo igualmente norte-americano. Esta é a proposta do Commercial Crew Program, da NASA, que vem contando com a Boeing e com a SpaceX para se independer dos russos nesse transporte — e, agora, parece que a empresa de Elon Musk fará o primeiro voo tripulado com a nave Crew Dragon no dia 7 de maio.

Ao menos é o que informa Eric Berger, editor do Ars Technica, que teria recebido essa informação de maneira privilegiada, divulgando-a em seu perfil no Twitter.


Ele afirma que a data planejada para o lançamento da missão Demo-2 seria 7 de maio, com a nave Crew Dragon estando "em boa forma". Diz, contudo, que essa data de lançamento é fluida, e que a missão pode ser adiantada para o final de abril ou realizada em outro dia no mesmo mês de maio, "dependendo de variáveis não relacionadas ao hardware" — o que inclui condições meteorológicas desfavoráveis, um dos principais motivos pelos quais lançamentos espaciais acabam sendo postergados em cima da hora.

A SpaceX colocou a Crew Dragon para voar pela primeira vez em março do ano passado, quando a nave foi enviada à ISS com sucesso, onde permaneceu por quase uma semana até voltar à Terra em segurança. Esta missão foi chamada Demo-1 e não foi tripulada, com a Demo-2, levando pessoas a bordo pela primeira vez, sendo adiada algumas vezes depois disso — até mesmo uma explosão aconteceu durante testes realizados em maio, fazendo com que a NASA criticasse a SpaceX publicamente por conta de tantos problemas.

Crew Dragon em um foguete Falcon 9 pronta para ser lançada (Foto: SpaceX)

Já em janeiro de 2020, a nave passou por outro teste importante, desta vez para verificar se ela seria capaz de se destacar do foguete caso houvesse algum problema após o lançamento, como uma explosão, por exemplo — assim, garantindo a integridade física e protegendo a vida dos astronautas. O teste foi um sucesso, com os oito motores SuperDraco funcionando perfeitamente para levar a nave a uma distância de quase um 1 km em menos de 10 segundos. Os paraquedas da Crew Dragon foram acionados conforme o previsto, e a nave então desceu suavemente até o Oceano Atlântico, com o resgate da SpaceX chegando depois de duas horas.

A missão Demo-2 levará à ISS dois tripulantes: os astronautas da NASA Doug Hurley e Bob Behnken. Sua estadia na estação orbital está prevista para ser de apenas duas semanas, mas Jim Bridenstine, administrador da agência espacial, recentemente revelou estar estudando a possibilidade de estender essa duração para permitir a rotação da tripulação da ISS — como atualmente acontece com os voos feitos com as naves russas Soyuz.

Por enquanto, NASA e SpaceX não confirmaram esses planos, revelados pela imprensa internacional, envolvendo a data do primeiro voo tripulado da Crew Dragon.


Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: