Mercado fechado
  • BOVESPA

    98.672,26
    +591,91 (+0,60%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    47.741,50
    +1.083,62 (+2,32%)
     
  • PETROLEO CRU

    107,06
    +2,79 (+2,68%)
     
  • OURO

    1.828,10
    -1,70 (-0,09%)
     
  • BTC-USD

    21.424,60
    -2,69 (-0,01%)
     
  • CMC Crypto 200

    462,12
    +8,22 (+1,81%)
     
  • S&P500

    3.911,74
    +116,01 (+3,06%)
     
  • DOW JONES

    31.500,68
    +823,32 (+2,68%)
     
  • FTSE

    7.208,81
    +188,36 (+2,68%)
     
  • HANG SENG

    21.719,06
    +445,19 (+2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.491,97
    +320,72 (+1,23%)
     
  • NASDAQ

    12.132,75
    +395,25 (+3,37%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5524
    +0,0407 (+0,74%)
     

SpaceX mostra como espaçonave Starship colocará 2ª geração da Starlink em órbita

A SpaceX está cada vez mais próxima de lançar a segunda geração de satélites da sua rede de banda larga Starlink, mais poderosos e, portanto bem maiores que a versão anterior. Por isto, as novas unidades terão de ser lançadas pela Starship, a espaçonave em desenvolvimento pela empresa. Um vídeo publicado por Elon Musk, CEO da SpaceX, mostra como será o processo.

Quando a Starship entrar em operação, ela será o maior e mais poderoso sistema de lançamento espacial já desenvolvido. Com ele, a SpaceX planeja enviar pessoas e cargas para a Lua e Marte, mas também usá-lo para outros fins, como colocar satélitesm, entre eles os Starlink, em órbita.

Atualmente, a empresa lança seus satélites de primeira geração a partir dos foguetes Falcon 9, mas as unidades da próxima serão muito mais pesadas. Enquanto um satélite atual pesa 300 kg, cada unidade da Starlink 2.0 pesará 1.320 kg, exigindo um lançador mais potente.

Em entrevista ao canal Everyday Astronaut no mês passado, Musk disse que o Starship “é a única coisa que pode transportar os satélites Starlink 2". No recente vídeo publicado por ele, fica fácil entender como o poderoso foguete levará a próxima geração dos satélites Starlink à órbita.

A Starship terá dois componentes reutilizáveis: o propulsor Super Heavy, que será o primeiro estágio; e a Starship, uma nave tripulável que funciona como o segundo estágio de um foguete convencional. Na animação a Starship, já em órbita, abre um compartimento próximo ao topo da nave e começa a entregar os lotes de satélites Starlink.

O vídeo fez com que alguns internautas se lembrassem dos "Pez", os "dispensers" de balas decorados com vários temas que são populares entre as crianças nos EUA. Musk respondeu via Twitter que talvez a SpaceX devesse encomendar uma edição especial dos Pez, no formato da Starship, para vender em sua loja de presentes.

O conjunto Starship + Super Heavy alcança 120 m de altura, o mais alto sistema de lançamento espacial já construído (Imagem: Reprodução/Elon Musk/Twitter)
O conjunto Starship + Super Heavy alcança 120 m de altura, o mais alto sistema de lançamento espacial já construído (Imagem: Reprodução/Elon Musk/Twitter)

A SpaceX ainda está tentando realizar o primeiro teste orbital com o novo sistema, que deve decolar a partir de sua instalação no sul do Texas, a Starbase, nos próximos meses. No entanto, a empresa depende da conclusão da revisão ambiental da Administração Federal de Aviação (FAA) dos EUA.

Inicialmente, o documento ficaria pronto até o fim do ano passado, mas a FAA alegou que após algumas alterações da SpaceX no projeto, seriam necessárias análises complementares. Agora a conclusão da revisão ambiental está prevista para o dia 13 de junho.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos