Mercado fechará em 1 h 51 min
  • BOVESPA

    113.145,86
    +872,85 (+0,78%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    54.498,18
    -23,25 (-0,04%)
     
  • PETROLEO CRU

    78,47
    +0,57 (+0,73%)
     
  • OURO

    1.943,10
    +3,90 (+0,20%)
     
  • BTC-USD

    23.117,45
    -74,98 (-0,32%)
     
  • CMC Crypto 200

    525,08
    +6,28 (+1,21%)
     
  • S&P500

    4.042,35
    +24,58 (+0,61%)
     
  • DOW JONES

    33.798,97
    +81,88 (+0,24%)
     
  • FTSE

    7.771,70
    -13,17 (-0,17%)
     
  • HANG SENG

    21.842,33
    -227,40 (-1,03%)
     
  • NIKKEI

    27.327,11
    -106,29 (-0,39%)
     
  • NASDAQ

    12.068,75
    +100,75 (+0,84%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,5280
    -0,0190 (-0,34%)
     

SpaceX lança sua primeira missão Starlink de 2023

Nesta quinta-feira (19), a SpaceX levou ao espaço 51 novos satélites Starlink. O lançamento foi realizado por um foguete Falcon 9, na base da Força Espacial de Vandenberg, na Califórnia. Originalmente, a missão estava programada para o início do mês, mas foi adiada devido a condições meteorológicas desfavoráveis e outros fatores.

O foguete deixou a plataforma às 12h43, no horário de Brasília. Cerca de nove minutos após o lançamento, o primeiro estágio do Falcon 9 retornou para pousar na embarcação "Of Course I Still Love You", já posicionada no oceano Pacífico. Segundo a SpaceX, este foi o primeiro voo deste propulsor.

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Enquanto isso, o estágio superior seguiu viagem para a órbita baixa da Terra. A SpaceX estimava que os satélites seriam liberados 29 minutos depois do lançamento, e confirmou o sucesso da implantação deles, a mais de 500 km de altitude.

Com o novo lançamento, os satélites se juntam aos mais de 3.300 deles em operação na constelação desenvolvida pela empresa, oferecendo conexão de alta velocidade e baixa latência para usuários em todo o mundo.

Como a missão de hoje indica, o número de satélites seguirá crescendo — principalmente porque a SpaceX tem aprovação regulatória para lançar 12 mil deles. Ainda, a empresa solicitou também autorização para levar outros 30 mil além dos demais.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: