Mercado abrirá em 5 h 13 min
  • BOVESPA

    122.937,87
    +1.057,05 (+0,87%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.371,98
    +152,72 (+0,31%)
     
  • PETROLEO CRU

    66,91
    +0,64 (+0,97%)
     
  • OURO

    1.870,40
    +2,80 (+0,15%)
     
  • BTC-USD

    45.030,96
    +223,23 (+0,50%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.254,32
    +56,41 (+4,71%)
     
  • S&P500

    4.163,29
    -10,56 (-0,25%)
     
  • DOW JONES

    34.327,79
    -54,34 (-0,16%)
     
  • FTSE

    7.089,24
    +56,39 (+0,80%)
     
  • HANG SENG

    28.566,09
    +372,00 (+1,32%)
     
  • NIKKEI

    28.406,84
    +582,01 (+2,09%)
     
  • NASDAQ

    13.422,50
    +119,00 (+0,89%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,4277
    +0,0178 (+0,28%)
     

SpaceX lança novo lote com mais 60 satélites Starlink

Wyllian Torres
·3 minuto de leitura

Por volta das 0h44 (horário de Brasília) desta quinta (29), a SpaceX lançou um novo lote de satélites Starlink para a órbita da Terra — 60, ao todo —, através de seu foguete reutilizável Falcon 9. O lançamento, que ocorreu a partir da Estação da Força Aérea de Cabo Canaveral, na Flórida, marcou o 10º voo da empresa neste ano. Cerca de nove minutos após a decolagem, o primeiro estágio do foguete retornou ao solo. Este foi seu sétimo pouso de sucesso.

A SpaceX segue a todo vapor com seu objetivo de alcançar sua megaconstelação de até 30 mil satélites Starlink na órbita da Terra — por enquanto, esse é o número permitido. Desde o ano passado, foram 12 lançamentos da empresa, e o número de satélites chega a 1.144. O impulsionador, chamado B1060, foi utilizado pela primeira vez em junho do ano passado, e hoje atingiu com sucesso seu sétimo lançamento e retorno.

A seguir, você confere o lançamento do Falcon 9:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Ao todo, este foi o 115º voo do Falcon 9, desde sua estreia em 2018. Na ocasião, o fundador e CEO da SpaceX, Elon Musk, disse que a empresa pretendia que cada foguete voasse, pelo menos, 10 vezes. Recentemente, Musk também apontou que um dos objetivos da empresa é de levar seu lançador reutilizável ao limite, superando a meta inicial de voos.

Após o lançamento, o primeiro estágio do Falcon 9 pousou com sucesso:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Atualmente, a rede de satélites Starlink se encontra em fase de teste beta, já em uso por alguns países como Estados Unidos, Canadá, Reino Unido e Nova Zelândia. O objetivo final é um frota de satélites de banda larga capaz de fornecer uma cobertura de internet ao nível global, onde seus usuários podem acessar o serviço através de um terminal instalado em suas casas. A SpaceX já tem feito algumas pré-vendas — as reservas podem ser feitas pelo site da empresa.

Por volta da 1h50 de hoje, a empresa confirmou a liberação do lote de 60 satélites na órbita da Terra:

Este conteúdo não está disponível devido às suas preferências de privacidade.
Para vê-los, atualize suas configurações aqui.

Vale lembrar que, recentemente, a SpaceX fechou um acordo com a NASA para desviar seus satélites de órbitas que colocassem outros equipamentos ou naves em perigo, como a própria Estação Espacial Internacional (ISS) — no ano passado, a ISS precisou ajustar sua órbita para evitar uma colisão. Neste mês, a empresa enfrentou um dilema com a OneWeb, quando a Federal Communications Commission (FCC) lançou um alerta sobre a chance de um possível impacto entre satélites de ambas as empresas e, apesar do susto, não houve acidente. Acontece que não existe nenhum tipo de regulamentação que as obrigue a desviar seus equipamentos.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: