Mercado fechado
  • BOVESPA

    111.183,95
    -356,05 (-0,32%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    46.377,47
    +695,27 (+1,52%)
     
  • PETROLEO CRU

    61,27
    -0,01 (-0,02%)
     
  • OURO

    1.712,20
    -3,60 (-0,21%)
     
  • BTC-USD

    51.542,03
    +2.824,62 (+5,80%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.029,80
    +41,71 (+4,22%)
     
  • S&P500

    3.819,72
    -50,57 (-1,31%)
     
  • DOW JONES

    31.270,09
    -121,41 (-0,39%)
     
  • FTSE

    6.675,47
    +61,72 (+0,93%)
     
  • HANG SENG

    29.880,42
    0,00 (0,00%)
     
  • NIKKEI

    29.132,74
    -426,36 (-1,44%)
     
  • NASDAQ

    12.630,00
    -51,75 (-0,41%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,7723
    -0,0064 (-0,09%)
     

SpaceX já desenvolveu metade do protótipo do booster Super Heavy

Danielle Cassita
·2 minuto de leitura

Além do trabalho que vem sendo realizado com os protótipos do foguete Starship, a SpaceX parece estar avançando também no desenvolvimento do primeiro protótipo do propulsor Super Heavy: de acordo com informações do portal Teslarati, imagens feitas por drones nas instalações da empresa em Boca Chica, no Texas, mostram que o protótipo BN1 ("Booster Number 1") já está na metade da sua construção.

As imagens mostram uma grande e massiva estrutura em formato cilíndrico, feita de aço inox. Quando finalizado, o propulsor estará equipado com cerca de 30 motores Raptor, que serão capazes de fornecer quase 10 vezes o impulso dos foguetes Falcon 9. Com isso, é possível que, quando os motores estiverem operando em toda a potência, o foguete seja considerado o mais poderoso já construído.

Toda essa potência será necessária para que o Super Heavy consiga lançar o foguete Starship para a órbita, já que este terá bem menos motores e irá seguir para destinos como a Lua e Marte. Então, quando estiver totalmente montado, o sistema completo terá altura de 120 m — para comparação, o Starship tem menos da metade do tamanho do Super Heavy, que sozinho chegará a cerca de 70 m de altura.

O design do Super Heavy é bastante parecido com o de qualquer outro foguete alimentado por propelente líquido: o propulsor não tem revestimento externo, e a fuselagem é composta por dois tanques principais que são unidos por uma única cúpula. Apesar de ter construção diferente do Starship, ambos têm várias semelhanças de hardware, ou seja, a SpaceX pode conseguir desenvolver o booster com as mesmas ferramentas e técnicas aplicadas nos protótipos Starship.

Segundo Elon Musk, CEO da empresa, é bastante provável que, depois da realização dos testes criogênicos e de ignição estática, a SpaceX leve o booster para testes de baixa altitude que são quase como “saltos”. Por fim, ainda não está claro se a empresa irá utilizar o BN1 para tentativas de lançamentos com o Starship ou se irá seguir direto para testes com o segundo protótipo BN2, que já está em desenvolvimento.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: