Mercado abrirá em 5 h 32 min
  • BOVESPA

    108.789,33
    +556,59 (+0,51%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.464,03
    +900,05 (+1,78%)
     
  • PETROLEO CRU

    113,69
    +1,29 (+1,15%)
     
  • OURO

    1.810,60
    -8,30 (-0,46%)
     
  • BTC-USD

    29.812,09
    -565,80 (-1,86%)
     
  • CMC Crypto 200

    669,46
    +426,78 (+175,86%)
     
  • S&P500

    4.088,85
    +80,84 (+2,02%)
     
  • DOW JONES

    32.654,59
    +431,17 (+1,34%)
     
  • FTSE

    7.508,97
    -9,38 (-0,12%)
     
  • HANG SENG

    20.565,65
    -36,87 (-0,18%)
     
  • NIKKEI

    26.911,20
    +251,45 (+0,94%)
     
  • NASDAQ

    12.486,00
    -74,25 (-0,59%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,1983
    -0,0121 (-0,23%)
     

SpaceX firma primeiros acordos para oferecer internet via Starlink em aviões

A SpaceX começou a estabelecer acordos com companhias aéreas para oferecer o seu serviço de acesso à internet Starlink a bordo de voos comerciais ou fretados. Nos últimos dias as empresas Hawaiian Airlines e JSX divulgaram seus planos de usar o serviço para oferecer Wi-Fi gratuito em seus voos — algo em que o interesse que tem crescido bastante nos últimos anos.

A Hawaiian Airlines é a maior e mais antiga companhia aérea do Havaí (Imagem: Reprodução/Hawaiian Airlines)
A Hawaiian Airlines é a maior e mais antiga companhia aérea do Havaí (Imagem: Reprodução/Hawaiian Airlines)

Para as companhias aéreas, acesso gratuito à internet é um atrativo indispensável hoje em dia. Outra empresa, a Delta Air Lines, disse que tem realizado testes para explorar o serviço Starlink.

Esses acordos não pegam ninguém de surpresa. No final do ano passado, Jonathan Hofeller, vice-presidente de vendas comerciais da SpaceX, disse que a empresa estava trabalhando em um produto para a aviação e que estava “em negociações” com diversas companhias aéreas.

O Wi-Fi a bordo de aviões movimenta bilhões de dólares, mas, por enquanto, quem lidera o serviço são as empresas Viasat e Gogo. A longo prazo a OneWeb e Amazon, que têm trabalhado em serviços parecidos com a Starlink, devem aumentar a concorrência.

A Starlink tem se concentrado na segunda geração de satélites Starlink para aumentar sua velocidade (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)
A Starlink tem se concentrado na segunda geração de satélites Starlink para aumentar sua velocidade (Imagem: Ivo Meneghel Jr/Canaltech)

A Delta tem oferecido acesso à internet para que seus clientes possam enviar mensagens durante o voo. Já a JetBlue estabeleceu o Wi-Fi como um serviço gratuito em seus voos — mas com uma qualidade tão modesta quanto um Wi-Fi gratuito em um shopping.

A JSX, que já executa testes com o serviço Starlink, pretende oficializar o Wi-Fi em seus voos ainda neste ano, mas a Hawaiian Airlines só deve passar a oferecer o serviço no próximo ano. A empresa afirma que no momento trabalha nos estágios iniciais de implementação.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos