Mercado abrirá em 7 h 11 min

SpaceX explode de propósito tanque do foguete Starship; veja o vídeo

Danielle Cassita
·2 minutos de leitura

Nesta semana, a SpaceX realizou um teste de pressurização no tanque SN7.1, do foguete Starship, em suas instalações localizadas no Texas. O tanque foi preenchido com nitrogênio líquido a temperaturas baixíssimas e, como resultado, explodiu — o que já era esperado, já que o teste tinha o objetivo de levar esta estrutura feita de aço inoxidável até seus limites.

O SN7.1 é uma versão mais complexa do tanque do protótipo SN7, seu antecessor que foi testado em junho e também resultou em uma explosão. Estes testes são importantes para demonstrarem as futuras interações que podem ocorrer com o veículo Starship, que levará humanos e equipamentos a destinos como Lua e Marte. Elon Musk explicou anteriormente que o veículo precisa suportar determinadas pressões para realizar voos tripulados seguros. Por isso, é essencial saber quanta pressão o tanque pode suportar para garantir que a viagem será feita com segurança.

Confira o momento da explosão:

Destruir os protótipos permite que os engenheiros analisem o design e determinem se a estrutura é resistente o suficiente para voar, ou se precisa de melhorias. Então, na prática, cada teste realizado nas instalações de Boca Chica deixam a SpaceX mais próxima de lançar seu novo e poderoso veículo no futuro, seguindo adiante com os planos de levar passageiros para outros mundos. O resultado do teste do SN7.1 também abre o caminho para os testes do protótipo SN8, que podem ser iniciados já neste final de semana.

Então, se este protótipo mostrar um bom desempenho nos testes e avaliações, ele realizará um teste de voo a 20 km de altura. Seus antecessores, os protótipos SN5 e SN6, voaram por curtos períodos e alcançaram a altura máxima de 150 metros. Os protótipos foram impulsionados por um único motor Raptor, enquanto o SN8 terá três dele. Já a versão final do veículo contará com seis motores, que garantirão o impulso até a Lua e, futuramente, também a Marte — mas, mesmo assim, o Starship ainda vai precisar de ajuda para sair da Terra. Então, o veículo decolará junto do booster Super Heavy.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech: