SP tem a cesta básica mais cara pelo 3º mês seguido

Pelo terceiro mês consecutivo a cidade de São Paulo permaneceu, em dezembro, no posto de capital com a cesta básica mais cara do País entre 18 regiões pesquisadas pelo Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos (Dieese), o preço médio do conjunto de produtos alimentícios essenciais atingiu R$ 304,90, alta de 1,88% sobre novembro.

Em dezembro, o Dieese incluiu Campo Grande em sua pesquisa mensal. As demais são Aracaju, Belém, Belo Horizonte, Brasília, Curitiba, Florianópolis, Fortaleza, Goiânia, João Pessoa, Manaus, Natal, Porto Alegre, Recife, Rio de Janeiro, Salvador, São Paulo e Vitória.

Porto Alegre foi a capital que apresentou o segundo maior preço da cesta, de R$ 294,37. Na sequência, estão no ranking das dez cestas mais caras de dezembro Vitória (R$ 290,89), Belo Horizonte (R$ 290,88), Manaus (290,27), Florianópolis (290,05), Rio de Janeiro (R$ 281,83), Brasília (R$ 275,95), Belém (R$ 271,58) e Curitiba (R$ 271,31).

Sete dos 13 produtos que compõem a cesta básica acompanhada para a capital paulista, apresentaram alta: tomate (20,39%), farinha de trigo (3,75%), feijão (1,46%), pão francês (1,24%), arroz (1,16%), leite in natura integral (0,77%) e café em pó (0,45%). Quatro produtos registraram queda: batata (-4,30%), açúcar (-1,72%), manteiga (-1,00%) e carne bovina (-0,41%). Houve estabilidade de preços do óleo de soja e da banana.

Já no fechamento do ano de 2012, os gêneros alimentícios subiram 9,96% em São Paulo, uma vez que em dezembro de 2011 a mesma cesta custava R$ 277,27. Apenas 2 dos 13 produtos que compõem a cesta básica da capital paulista tiveram queda em seus preços em 2012: carne bovina de primeira (-2,04%) e açúcar refinado (-0,43%).

Dos onze produtos com alta no ano, sete subiram acima da cesta básica: batata (47,59%), feijão carioquinha (38,86%), arroz agulhinha (38,10%), óleo de soja (27,44%), tomate (20,78%), café em pó (13,89%) e pão francês (13,37%). Nos demais produtos, a variação correspondeu a 7,01% para manteiga, 6,53% para o leite in natura integral, 5,11% para a banana nanica e 4,40% para a farinha de trigo.

Carregando...