Mercado abrirá em 9 h 6 min
  • BOVESPA

    111.289,18
    +1.085,18 (+0,98%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.037,05
    -67,35 (-0,13%)
     
  • PETROLEO CRU

    86,89
    -0,46 (-0,53%)
     
  • OURO

    1.816,30
    -13,40 (-0,73%)
     
  • BTC-USD

    35.993,86
    -867,00 (-2,35%)
     
  • CMC Crypto 200

    818,92
    -36,89 (-4,31%)
     
  • S&P500

    4.349,93
    -6,52 (-0,15%)
     
  • DOW JONES

    34.168,09
    -129,61 (-0,38%)
     
  • FTSE

    7.469,78
    +98,32 (+1,33%)
     
  • HANG SENG

    23.782,08
    -507,82 (-2,09%)
     
  • NIKKEI

    26.321,33
    -690,00 (-2,55%)
     
  • NASDAQ

    13.951,00
    -207,50 (-1,47%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,0987
    -0,0077 (-0,13%)
     

SP tem bolsa de R$ 1.000 para desempregados e MEIs com inscrição até janeiro

·2 min de leitura

Microempreendedores individuais (MEIs) ou desempregados do estado de São Paulo têm até o dia 3 de janeiro de 2022 para ingressar no Bolsa Empreendedor, programa da Secretaria de Desenvolvimento Econômico. O objetivo é apoiar os informais em situação de vulnerabilidade social. A ação inclui curso de qualificação, formalização e bolsa-auxílio de R$ 1.000, dividida em duas parcelas de R$ 500.

Para estar apto ao benefício, é preciso ser maior de 18 anos de idade, alfabetizado, em situação de desemprego ou formalizado como MEI (ou interessado em se formalizar) em São Paulo, além de ser morador do estado. No entanto, o programa dará prioridade a perfis como mulheres, adultos com até 35 anos, pretos, pardos, indígenas ou pessoas com deficiência.

Todos os não selecionados para o programa irão para uma lista de espera e serão chamados para as próximas turmas assim que houver vagas disponíveis, de acordo com a ordem de classificação estabelecida pela organização, com base nos grupos prioritários.

Beneficiários do Bolsa Família ou do auxílio emergencial podem se inscrever, mas está vetada a participação de pessoas com inscrição de CNPJ como empresários, sócios ou administradores de pessoa jurídica (com a exceção de MEIs), quem tem emprego formal ou é servidor público e quem tiver renda familiar mensal maior que três salários mínimos (R$ 3.300).

Os cursos de capacitação de MEIs serão oferecidos em parceria com o Sebrae-SP (Imagem: Divulgação/Pete Linforth/Pixabay)
Os cursos de capacitação de MEIs serão oferecidos em parceria com o Sebrae-SP (Imagem: Divulgação/Pete Linforth/Pixabay)

Os cursos de capacitação serão oferecidos em parceria com o Sebrae-SP, são voltados aos informais e novos empreeendedores e abordarão temas como formalização, empreendedorismo, ideia de negócios, marketing e finanças. A carga horária é de 20 horas presenciais ou de dez horas remotas, com duração aproximada de uma semana. Os turnos são das 8h30 à 12h30, das 13h às 17h e das 18h às 22h.

A previsão de pagamento da primeira parcela dos R$ 1.000 de auxílio é em até 30 dias após a conclusão do curso de qualificação, com formalização realizada em até dois dias úteis após o término. O pagamento da segunda parcela ocorrerá em até 30 dias após o pagamento da primeira. É preciso ter presença de 75% nos cursos do Sebrae-SP e o MEI/CNPJ estar ativo.

A inscrição pode ser feita neste site até 3 de janeiro. Em caso de dúvidas, entre em contato na central de atendimento da Secretaria de Desenvolvimento Econômico no telefone 0800 7979 800 (segunda a sexta, das 8h às 18h) ou pelo WhatsApp no número (11) 98714-2645. Sobre a capacitação de Empreendedorismo do Sebrae, ligue para 0800 570 0800 ou procure os escritórios regionais e postos de atendimento do Sebrae-SP.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos