SP: produto da ceia de Natal tem diferença de até 273% nos preços

SÃO PAULO – O Procon-SP encontrou diferença de até 273,17% em preços de produtos alimentícios do Natal. Foram pesquisados dez supermercados nas zonas norte, sul, leste, oeste e centro da capital paulista, além de várias regiões em treze municípios do Estado.

Em Jacareí, interior de São Paulo, o panetone Alpino (Nestlé, 750g) foi encontrado custando R$ 14,20 em um estabelecimento e, em outro, foi achado por R$ 52,99 – uma variação de 273,17%.

Já na cidade de São Paulo, o quilo do peito de peru Seara com aroma de manteiga e ervas custava R$ 12,58 o quilo; em outro estava custando R$ 29,95 – diferença de R$ 17,37 (variação de 138%). Este mesmo produto também apontou notável diferença também em Campinas: de 145,29%; ou seja, de R$ 17,29 entre o mais caro e o mais barato.

Em Bauru, no Centro-Oeste paulista, a maior diferença foi encontrada na Farofa Pronta Yoki 500g, que chegou a ser de R$ 2,12 - resultando em 108,72% de diferença. O mesmo produto teve diferença de R$ 2,36 entre o valor mais caro e o mais barato em Caçapava, onde o porcentual desta diferença chegou a 103,06%. Já em São José dos Campos, esta farofa registrou uma variação ainda maior, de 146,41% – R$ 3,06 entre o pacote mais caro e o mais barato.

Em Sorocaba, a Ameixa Seca Lata (150g) teve diferença de R$ 2,30 (116,16%) entre o estabelecimento de maior valor e o mais barato.

Na Baixada Santista, o Panettone Mega Chocolate (500g Village) registrou a maior diferença: de R$ 9, representando 100,11% entre o de menor e o de maior preço.

Na cidade de Presidente Prudente as diferenças não foram tão grandes em comparação às outras cidades pesquisadas. O peru temperado congelado Sadia teve diferença de R$ 5,60 (49,21%). Em Taubaté, o Peito de Peru Temperado Congelado Sadia sem osso apontou diferença de 178,25% – de R$ 24,92.

Outros produtos
Segundo o Procon-SP, outros produtos tradicionais do Natal registraram variação entre este ano e 2011
: bombons (18,61%), cereais e farofas prontas (18,12%), conservas (20,28%), frutas em calda (5,44%) e panetones, chocolates e bolos de Natal (7,21%).

Dicas de compras
O Procon-SP orienta os consumidores a efetuarem uma cuidadosa pesquisa de preço, avaliando sempre a relação preço/qualidade.

Para o órgão, antes de ir às compras é recomendável que o consumidor faça uma lista com os itens que pretende adquirir, pois essa prática ajuda a reduzir a compra de produtos desnecessários.



 

 

 

 


 

Carregando...