SP: preço da cesta básica sobe 0,11% e fica em R$ 372,27 em novembro

SÃO PAULO – O preço da cesta básica de São Paulo subiu 0,11% em novembro, de acordo com pesquisa realizada pela Fundação Procon-SP, em convênio com o Dieese (Departamento Intersindical de Estatística e Estudos Socioeconômicos), divulgada nesta sexta-feira (14).

No mês passado, os paulistanos pagaram R$ 372,27 para comprar os produtos essenciais, sendo que, em outubro, esse valor era de R$ R$ 371,86. Nos últimos 12 meses, a cesta básica paulistana já acumula alta de 11,56%, enquanto que, no ano, tendo como base o dia 28 de dezembro do ano passado, a variação é de 7,20%.

Por grupo, foram constatadas as seguintes variações: alimentação (0,05%), limpeza (-0,90%) e higiene pessoal (-0,10%).

Destaques
Dos 31 produtos analisados, 12 ficaram mais caros, enquanto 15 tiveram queda nos preços e quatro permaneceram estáveis, na passagem de outubro para novembro deste ano.

Entre as maiores altas, destacam-se farinha de trigo - pacote de 1kg (6,47%), queijo muçarela fatiado (4,40%), frango resfriado inteiro (3,93%), farinha de mandioca torrada – pacote 500g (2,90%) e sabonete – unidade entre 90g e 100g (2,47%).

Já as quedas mais notáveis foram da margarina – pote de 250g (-6,43%), extrato de tomate – 340/350g (-4,48%), batate (-4,38%), cebola (-4,26%) e feijão carioquinha – 1kg (-3,69%).

Oscilações nos preços
De acordo com o Procon-SP, os motivos encontrados que justificam as oscilações nos preços dos produtos da Cesta Básica são vários, como: problemas climáticos, questões sazonais, excesso ou escassez de demanda, preços das commodities, alterações de oferta, variações cambiais, formação de estoques entre outros.

Carregando...