Mercado fechará em 1 h 26 min
  • BOVESPA

    113.321,23
    +3.071,50 (+2,79%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    51.471,74
    +643,61 (+1,27%)
     
  • PETROLEO CRU

    72,09
    +1,60 (+2,27%)
     
  • OURO

    1.783,80
    +5,60 (+0,31%)
     
  • BTC-USD

    43.901,02
    +1.443,80 (+3,40%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.097,55
    +57,07 (+5,48%)
     
  • S&P500

    4.411,81
    +57,62 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    34.399,83
    +479,99 (+1,42%)
     
  • FTSE

    7.083,37
    +102,39 (+1,47%)
     
  • HANG SENG

    24.221,54
    +122,40 (+0,51%)
     
  • NIKKEI

    29.639,40
    -200,31 (-0,67%)
     
  • NASDAQ

    15.182,00
    +158,00 (+1,05%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,1839
    +0,0048 (+0,08%)
     

SP flexibiliza quarentena e eliminará restrições de funcionamento a partir do dia 17

·2 minuto de leitura
Pessoas caminham em rua de comércio popular em São Paulo

Por Eduardo Simões

SÃO PAULO (Reuters) - O governo do Estado de São Paulo permitirá o funcionamento dos estabelecimentos até a meia-noite e com 80% da ocupação a partir de 1º de agosto e, a partir do dia 17 de agosto, retirará todas as restrições de horário de funcionamento e de limite de ocupação, disse nesta quarta-feira o governador João Doria (PSDB).

Doria disse que a flexibilização das normas de quarentena no Estado acontecem graças à queda dos indicadores da pandemia em São Paulo. Já o fim das restrições a partir de 17 de agosto acontecem depois de o governo paulista anunciar, também nesta quarta, a antecipação do calendário de vacinação para aplicar a primeira dose em todos os adultos até o dia 16.[nL1N2P41VT]

Atualmente, os estabelecimentos podem funcionar até as 23h e com capacidade de lotação de 60%.

Doria disse que, apesar do fim das restrições previsto para meados de agosto, continuará sendo obrigatório o uso de máscaras e os demais protocolos para evitar a disseminação da Covid-19, como o distanciamento entre as pessoas, evitar aglomerações e realizar a higiene das mãos.

"A vida está voltando ao normal no Estado de São Paulo, de forma segura, passo a passo, garantindo vidas, garantindo a proteção e garantindo também a retomada das atividades econômicas no Estado de São Paulo", disse Doria.

Também presente na coletiva, a secretária de Desenvolvimento Econômico, Patricia Ellen, disse que mesmo com o fim das restrições, o governo estadual manterá a disponibilidade de leitos de UTI para o tratamento da Covid e seguirá monitorando os indicadores da pandemia.

De acordo com dados da Secretaria de Saúde do Estado, a média de casos diários teve queda de 20,6% nesta semana em relação à semana anterior, ao passo que a média de novas internações registrou redução de 18,3% e a de novas mortes caiu 9,6%. Atualmente, o Estado tem ocupação de 53% dos leitos de unidades de terapia intensiva.

Desde o início da pandemia, São Paulo registrou 4.027.062 casos de Covid-19 e 138.101 pessoas morreram em decorrência da doença.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos