Mercado fechado

SP estende proibição do corte de água e gás de inadimplentes

André Guilherme Vieira

Famílias beneficiadas pela tarifa social também terão isenção do pagamento das contas de água O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), anunciou nesta quarta-feira a prorrogação da suspensão do corte do abastecimento de água e gás natural de consumidores inadimplentes até o fim de julho. Originalmente, a medida terminaria no fim deste mês.

Além disso, famílias com benefício das tarifas sociais terão isenção do pagamento das contas de água no período. O acordo foi selado com as empresas Comgás, Naturgy, Gás Brasiliano e Sabesp.

Foto: Stock Xchng

“O Governo de São Paulo garante a não interrupção do fornecimento dos serviços essenciais para as pessoas de baixa renda. Elas estarão protegidas pela negociação do Governo de Estado de São Paulo com os concessionários desses serviços. Não há imposição. Há entendimento”, disse Doria durante entrevista coletiva no Palácio dos Bandeirantes nesta quarta-feira.

Doria disse ainda que está negociando com a Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) a suspensão do corte do fornecimento de energia elétrica, também até o fim de julho, para residências e serviços essenciais, como médico-hospitalares, de saneamento, postos policiais e unidades operacionais de transporte coletivo. A Aneel analisa o pedido, segundo ele.

Segundo o balanço divulgado durante a coletiva, o Estado registra 12.348 casos da doença e 8.276 óbitos em decorrência da covid-19.