Mercado fechado
  • BOVESPA

    114.647,99
    +1.462,52 (+1,29%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    52.798,38
    +658,14 (+1,26%)
     
  • PETROLEO CRU

    82,66
    +1,35 (+1,66%)
     
  • OURO

    1.768,10
    -29,80 (-1,66%)
     
  • BTC-USD

    61.636,99
    +2.164,75 (+3,64%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.464,06
    +57,32 (+4,07%)
     
  • S&P500

    4.471,37
    +33,11 (+0,75%)
     
  • DOW JONES

    35.294,76
    +382,20 (+1,09%)
     
  • FTSE

    7.234,03
    +26,32 (+0,37%)
     
  • HANG SENG

    25.330,96
    +368,37 (+1,48%)
     
  • NIKKEI

    29.068,63
    +517,70 (+1,81%)
     
  • NASDAQ

    15.144,25
    +107,00 (+0,71%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3297
    -0,0741 (-1,16%)
     

SP aplica 3ª dose para maiores de 80 anos e imunossuprimidos nesta segunda (20)

·2 minuto de leitura

SÃO PAULO, SP (FOLHAPRESS) - A Prefeitura de São Paulo dá início nesta segunda-feira (20) à imunização com a dose de reforço a dois novos grupos: idosos a partir de 80 anos que completaram o ciclo vacinal contra a Covid-19 há pelo menos seis meses, e imunossuprimidos com 18 anos ou mais que já completaram o esquema vacinal há pelo menos 28 dias.

Juntos, esses dois grupos somam 162.415 pessoas, sendo 144.415 idosos acima de 80 anos, e 18 mil de imunossuprimidos - como pacientes que fazem quimioterapia para tratamento de câncer, hemodiálise ou transplantados, por exemplo- acima de 18 anos de idade.

Ambos poderão ir a qualquer posto de vacinação da capital para receber a terceira dose do imunizante. Segundo a prefeitura, a vacina a ser aplicada aos idosos será aquela que estiver disponível no posto de saúde.

Todos devem levar comprovante de vacinação, documento com foto e comprovante de residência na capital.

Para saber a situação das filas nos postos e também se há vacina disponível ou não, a Secretaria Municipal de Saúde recomenda verificar o site "De olho na fila", que informa a situação das unidades.

Com relação aos pacientes acamados em domicílio, a vacinação é feita pela equipe da UBS (Unidade Básica de Saúde) de referência do usuário, assim como nas ILPIs (Instituições de Longa Permanência para Idosos) e população indígena aldeada na cidade de São Paulo.

XEPA

A Secretaria Municipal da Saúde abriu a xepa de terceira dose de vacina na cidade de São Paulo para pessoas a partir de 60 anos e imunossuprimidos --como pacientes que fazem quimioterapia para tratamento de câncer, hemodiálise ou transplantados, por exemplo-- com mais de 18 anos que tomaram a segunda dose ou única há pelo menos 28 dias.

As doses da xepa são aquelas que sobram em frascos abertos, mas não são aplicadas no público-alvo da campanha em horário próximo ao fechamento dos postos de saúde. No caso dos idosos é preciso ter tomado a segunda dose há ao menos seis meses.

Após de abertos os frascos, as doses vencem depois de seis (no caso da AstraZeneca/Oxford e da Pfizer) e oito horas (a Coronavac, da Sinovac/Butantan).

Para ter direito às doses é preciso se inscrever no posto de saúde mais perto de casa ou do trabalho, para conseguir chegar rapidamente quando um atendente ligar informando sobre a sobra.

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos