Mercado fechado

Southwest prevê prejuízo após cancelar quase 17 mil voos nos EUA

Por Abhijith Ganapavaram e Kannaki Deka

BENGALURU, Índia (Reuters) - A companhia aérea norte-americana Southwest Airlines afirmou nesta sexta-feira que deve registrar prejuízo para o quarto trimestre depois que cancelou mais de 16.700 voos entre o Natal e a véspera de Ano Novo por causa de problema técnico.

Os cancelamentos no pico da alta temporada vão resultar em um impacto antes de impostos de 725 milhões a 825 milhões de dólares no resultado trimestre, afirmou a empresa, que anteriormente previa ter forte lucro para o período.

Na quinta-feira, a companhia aérea norte-americana, uma das principais clientes da brasileira Embraer, prometeu uma rigorosa revisão do colapso operacional depois que um líder sindical afirmou que a empresa não identificou como evitar uma repetição do problema.

Durante a tempestade de inverno Elliott, o software de gestão de escalas de pessoal da Southwest não conseguiu atender a carga gerada por mudanças de horários e levaram a enormes tempos de espera para pilotos e tripulantes.

O impacto dos cancelamentos vai acabar respingando no trimestre atual, afirmou a analista Helane Becker, da Cowen, depois que a empresa teve de desistir de muitos voos em uma tentativa de reiniciar o sistema.

A perda de receita das interrupções deve somar entre 400 milhões e 425 milhões de dólares, afirmou a Southwest, acrescentando que a previsão de prejuízo líquido inclui um aumento de despesas operacionais geradas pelo reembolsos aos passageiros e pagamentos adicionais para funcionários.