Mercado fechado
  • BOVESPA

    102.224,26
    -3.586,99 (-3,39%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.492,52
    -1.132,48 (-2,24%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,15
    -10,24 (-13,06%)
     
  • OURO

    1.788,10
    +1,20 (+0,07%)
     
  • BTC-USD

    54.028,31
    -848,38 (-1,55%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.365,60
    -89,82 (-6,17%)
     
  • S&P500

    4.594,62
    -106,84 (-2,27%)
     
  • DOW JONES

    34.899,34
    -905,04 (-2,53%)
     
  • FTSE

    7.044,03
    -266,34 (-3,64%)
     
  • HANG SENG

    24.080,52
    -659,64 (-2,67%)
     
  • NIKKEI

    28.751,62
    -747,66 (-2,53%)
     
  • NASDAQ

    16.051,00
    -315,00 (-1,92%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3234
    +0,0852 (+1,37%)
     

Sony cria marca PlayStation PC

·3 min de leitura

A Sony Interactive Entertainment (SIE) adotou a marca “PlayStation PC” para gerenciar a operação de jogos nos computadores. Nesta quarta-feira (28), usuários do Steam notaram que os lançamentos para PC da empresa tinham abandonado o selo anterior “PlayStation Mobile” e trocado pelo novo nome.

De acordo com uma listagem da Corporation Wiki reportada pelo site VGC, a Sony Interactive registrou a marca PlayStation PC em abril deste ano por meio de sua sede na Califórnia. O movimento pode demonstrar que a empresa está cada vez mais interessada em organizar a operação de trazer títulos exclusivos dos consoles PlayStation para computadores. Além dos ports de Horizon Zero Dawn e Days Gone já lançados, a Sony se prepara para trazer Uncharted 4: A Thief’s End, Uncharted: The Lost Legacy e God of War para plataforma, em 2022.

Dados encontrados na base do Steam ainda apontam que outro exclusivo do PlayStation, Sackboy: A Big Adventure, pode receber o mesmo tratamento.

Comunidade protesta contra planos da Sony

Se por um lado a chegada de jogos da Sony no PC representa que mais usuários irão se aventurar pelas criações da empresa japonesa, parte da comunidade PlayStation está recebendo a notícia à revelia.

O anúncio de God of War para computadores fez reclamações contra a Sony dispararem em sites de avaliação do consumidor, como o Reclame Aqui. A plataforma relatou um aumento de 370% de acessos à página do PlayStation Brasil Oficial.

Entre as reclamações registradas, os jogadores se queixam de propaganda enganosa com o fim da exclusividade da plataforma dos jogos exclusivos que chegarão ao PC, anos após o lançamento.

Consumidores se dizem enganados após jogos exclusivos serem anunciados para PC (Imagem: Reprodução/Reclame Aqui)
Consumidores se dizem enganados após jogos exclusivos serem anunciados para PC (Imagem: Reprodução/Reclame Aqui)

Por que a Sony está trazendo jogos para o PC?

Em declarações à GQ, o chefe da SIE, Jim Ryan, classificou como "bastante simples" a decisão de trazer exclusivos de PlayStation para um público mais amplo nos computadores. Questionado sobre os motivos que levaram a SIE a adotar o PC após anos ignorando a plataforma, Ryan disse: “Acho que algumas coisas mudaram”.

Jim Ryan, chefe da SIE (Imagem: Reprodução/SIE/YouTube)
Jim Ryan, chefe da SIE (Imagem: Reprodução/SIE/YouTube)

“Estamos agora no início de 2021 com nossos estúdios de desenvolvimento e os jogos que eles fazem melhor do que nunca. Particularmente na última metade do ciclo do PS4, nossos estúdios fizeram alguns games maravilhosos, ótimos. Há uma oportunidade de expor esses grandes títulos a um público mais amplo e reconhecer a economia do desenvolvimento de jogos, que nem sempre é simples. O custo aumenta a cada ciclo, conforme o calibre do IP [propriedade intelectual] melhora”, justificou.

Apesar de assistir a um acréscimo na venda de títulos e consoles, a Sony acompanha os lucros operacionais da divisão de jogos caírem ano após ano. De acordo com relatório fiscal divulgado nesta quinta-feira (28), a empresa lucrou US$ 727,8 milhões (R$ 4,06 bilhões) com a divisão de games. O valor representa uma perda de US$ 5,3 milhões (R$ 29,6 milhões) em comparação aos resultados trimestrais divulgados em junho deste ano.

O resultado pode ser explicado pela demanda de investimentos de tempo e orçamento maiores para a produção de um único título, fato que pode ser contornado com a venda de mais jogos nos PCs.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos