Mercado abrirá em 5 h 50 min
  • BOVESPA

    102.814,03
    +589,77 (+0,58%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    49.796,30
    +303,78 (+0,61%)
     
  • PETROLEO CRU

    68,51
    -1,44 (-2,06%)
     
  • OURO

    1.797,20
    +12,00 (+0,67%)
     
  • BTC-USD

    56.152,01
    -1.301,06 (-2,26%)
     
  • CMC Crypto 200

    1.417,93
    -11,00 (-0,77%)
     
  • S&P500

    4.655,27
    +60,65 (+1,32%)
     
  • DOW JONES

    35.135,94
    +236,60 (+0,68%)
     
  • FTSE

    7.109,95
    +65,92 (+0,94%)
     
  • HANG SENG

    23.324,20
    -528,04 (-2,21%)
     
  • NIKKEI

    27.926,76
    -357,16 (-1,26%)
     
  • NASDAQ

    16.308,25
    -82,50 (-0,50%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    6,3428
    +0,0136 (+0,21%)
     

Sony corta produção de PS5 em 6%, afirma agência

·1 min de leitura

De acordo com a agência de notícias Bloomberg, a Sony reduzirá a produção de PlayStation 5 em 6% nos próximos meses. Mesmo com a demanda alta e a falta de estoques do videogame pelo mundo, a empresa precisará desacelerar a produção devido a crise dos semicondutores, que leva a escassez de componentes necessários para a fabricação do console. O fato deve tornar ainda mais difícil o abastecimento de estoques do aparelho no mercado.

Ainda segundo a reportagem, a Sony reduziu a meta de PS5 montados para o próximo ano fiscal de 16 milhões de unidades para 15 milhões. No último ano, mesmo com a falta de estoques, o PlayStation 5 vendeu cerca de 14 milhões de unidades, faixa que deve ser mantida com a limitação na produção.

Para ajudar a sanar o problema com a falta de componentes, a Sony fechou uma parceria com a Taiwan Semiconductor Manufacturing (TSMC) para construir uma fábrica de chips no Japão. O empreendimento conta um um investimento de US$ 7 bilhões, cerca de R$ 38 bilhões na cotação atual.

A Sony não foi a única empresa de videogames que precisou reduzir a estimativa de produção por conta da crise de componentes. Mesmo com a alta demanda, a Nintendo também passará pelos cortes. A companhia do Mario vai produzir 20% menos consoles Nintendo Switch nos próximos meses.

Switch OLED foi lançado pela Nintendo em Outbro de 2021 (Imagem: Divulgação/Nintendo)
Switch OLED foi lançado pela Nintendo em Outbro de 2021 (Imagem: Divulgação/Nintendo)

A japonesa planejava fabricar 30 milhões de unidades do console híbrido até março de 2022, mas só será capaz de atingir a marca de 24 milhões. O problema atinge diretamente a produção e o atendimento à demanda do novo modelo OLED do Nintendo Switch, lançado em outubro deste ano.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos