Mercado fechará em 6 h 42 min
  • BOVESPA

    113.699,13
    -113,73 (-0,10%)
     
  • MERVAL

    38.390,84
    +233,89 (+0,61%)
     
  • MXX

    48.729,80
    -4,24 (-0,01%)
     
  • PETROLEO CRU

    89,54
    -0,96 (-1,06%)
     
  • OURO

    1.770,30
    -0,90 (-0,05%)
     
  • BTC-USD

    21.518,07
    -2.017,19 (-8,57%)
     
  • CMC Crypto 200

    510,14
    -47,59 (-8,53%)
     
  • S&P500

    4.283,74
    +9,70 (+0,23%)
     
  • DOW JONES

    33.999,04
    +18,72 (+0,06%)
     
  • FTSE

    7.558,54
    +16,69 (+0,22%)
     
  • HANG SENG

    19.773,03
    +9,12 (+0,05%)
     
  • NIKKEI

    28.930,33
    -11,81 (-0,04%)
     
  • NASDAQ

    13.377,50
    -145,75 (-1,08%)
     
  • BATS 1000 Index

    0,0000
    0,0000 (0,00%)
     
  • EURO/R$

    5,2262
    +0,0124 (+0,24%)
     

Sonecas frequentes sugerem risco de hipertensão e AVC, segundo estudo

  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.
Neste artigo:
  • Opa!
    Algo deu errado.
    Tente novamente mais tarde.

Sonecas frequentes estão associadas a um risco 12% maior de desenvolver hipertensão e 24% maior de ter um acidente vascular cerebral (AVC). As informações vêm de um estudo conduzido pela American Heart Association e publicado na revista Hypertension.

Os pesquisadores usaram informações do UK Biobank, um grande banco de dados do Reino Unido que oferece informações sobre genética, estilo de vida e saúde. Ao todo, 360 mil pessoas foram analisadas, e então divididas em grupos com base na frequência de suas sonecas: “nunca/raramente”, “às vezes” ou “frequentente”.

Com a análise, foi possível perceber que os mais adeptos às sonecas eram homens, fumantes, alcoólatras ou pessoas com problemas de insônia. Os participantes com menos de 60 anos e hábitos de soneca frequente apresentaram um risco 20% maior de desenvolver pressão alta em comparação com pessoas da mesma idade que nunca cochilam.

Já no que diz respeito aos participantes com mais de 60 anos, o cochilo habitual foi associado a um risco 10% maior de pressão alta.

Os pesquisadores argumentam que, embora tirar uma soneca em si não seja prejudicial, muitas pessoas aderem a esse hábito por causa de uma má qualidade no sono. Com isso, dormir mal à noite está associado a problemas de saúde, e cochilos não são suficientes para compensar.

Sonecas frequentes indicam risco de hipertensão e AVC, segundo estudo (Imagem: cottonbro/Pexels)
Sonecas frequentes indicam risco de hipertensão e AVC, segundo estudo (Imagem: cottonbro/Pexels)

Os próprios envolvidos reconhecem que o estudo reforça outras descobertas de estudos que indicam que tirar mais sonecas reflete o aumento do risco de problemas cardíacos, e recomendam um estudo mais aprofundado das associações entre um padrão de sono saudável, incluindo cochilos diurnos, e a saúde do coração.

O estudo também tem várias limitações importantes a serem consideradas, já que não se sabe se a duração das sonecas afeta a hipertensão ou os riscos de acidente vascular cerebral. Além disso, a frequência de cochilos não foi medida, e sim relatada pelos próprios participantes.

Fonte: Canaltech

Trending no Canaltech:

Nosso objetivo é criar um lugar seguro e atraente onde usuários possam se conectar uns com os outros baseados em interesses e paixões. Para melhorar a experiência de participantes da comunidade, estamos suspendendo temporariamente os comentários de artigos