Mercado fechado

Sonda da Nasa é catapultada em direção a asteroide por gravitação terrestre

A nave OSIRIS-REx sendo preparada em 2016 para lançamento

Uma sonda da Nasa que viaja em direção a um asteroide distante virou para a Terra na sexta-feira para usar a gravidade como efeito catapulta, a fim de alcançar com mais facilidade a rocha espacial Bennu, que gira em torno do Sol, informou a agência espacial americana.

Esta assistência gravitacional ocorreu na metade do percurso da nave espacial não tripulada OSIRIS-REx, que tem como objetivo coletar uma amostra do asteroide em 2018 e trazê-la para a Terra para ser estudada em 2023.

Os cientistas acreditam que Bennu mudou pouco desde a sua formação e que o corpo cósmico, rico em carbono, poderia fornecer informações valiosas sobre o estado do sistema solar e da Terra há bilhões de anos.

O impulso desta sexta-feira é "uma forma inteligente de mover a nave em direção à órbita de Bennu, usando a gravidade da Terra em vez de usar combustível", explicou Dante Lauretta, da Universidade do Arizona em Tucson, que trabalha na OSIRIS-REx. A operação ocorreu 17.000 km acima da Antártica.

A Nasa também afirmou ter "tomado precauções para garantir a segurança da nave durante seu voo" em uma área do espaço onde há muitos satélites.

A OSIRIS-REx deveria perder toda a comunicação com a Terra por quase uma hora durante este voo.